O Certificado Nacional de Vacinação contra a Covid-19 trará novas informações, revelou hoje (1º) o Ministério da Saúde.

De acordo com a pasta, serão detalhados os dados de identificação do paciente, o local de aplicação das doses e tipo e marca do imunizante.

Também foram incluídos o município e estado onde a pessoa tomou a vacina. O documento registrará ainda as datas em que a primeira e a segunda doses foram aplicadas, ou a dose única, no caso da Janssen.

O Ministério da Saúde informou que o certificado passou a ter uma política de privacidade para se adequar à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), norma que disciplina a coleta e tratamento de informações pessoais no país.

O certificado é um documento que comprova a imunização do cidadão contra a covid-19. Alguns países tornaram obrigatória a apresentação do documento para visitantes estrangeiros e até mesmo para fluxo interno. Algumas empresas também passaram a exigir dos funcionários o comprovante, embora a prática não seja compulsória.

Em São Paulo, por exemplo, essa obrigação passou a valer a partir de hoje (1º) para eventos com mais de 500 pessoas, como festas, shows e convenções corporativas.

O certificado pode ser emitido pelo aplicativo ConecteSUS, do Ministério da Saúde, disponível para smartphones  (Android ou IOS).

Via | Agência Brasil
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta