Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (30) suspeito de participação no roubo em uma loja de biquínis no dia 17 de julho, em Cuiabá.

Jonathan Aparecido Gonçalves Aguiar aparece de boné preto nas imagens do assalto. Na gravação feita pela câmera de segurança, é possível ver quando ele entra na loja e já rende a empresária, que tem uma loja no centro de Cuiabá.

O delegado que conduz as investigações, Guilherme Betorlini, disse que Jonathan tem passagens pela polícia por violência doméstica.

Empresária é agredida por assaltantes em loja de Cuiabá

A prisão foi no bairro Despraiado, na capital. A arma usada no crime foi apreendida, além da roupa que usou no dia do assalto.

A polícia apreendeu equipamentos que monitoravam a frequência da PM.

A empresária esteve de manhã na delegacia e reconheceu o suspeito.

O caso

Juliana Ribeiro foi agredida por assaltantes em Cuiabá — Foto: Reprodução
Juliana Ribeiro foi agredida por assaltantes em Cuiabá — Foto: Reprodução

No dia 17 de julho, uma empresária de 28 anos foi agredida e amarrada por dois criminosos durante um assalto em uma loja de biquínis, no Centro de Cuiabá. Os assaltantes fugiram levando R$ 5 mil em mercadorias, o carro da vítima e um aparelho de som.

As câmeras de segurança da loja registraram a ação dos criminosos.

Juliana Ribeiro contou ao G1 que ficou presa em um quarto com as mãos amarradas para trás e a boca tampada. Ao perceber que os suspeitos fugiram do local, ela quebrou a parede do cômodo e pediu ajuda a um vizinho.

“A todo momento ele me pedia para fazer transferência por pix e eu disse que não faria. Foi então que ele me levou para o provador, depois começou a me agredir, me levou para o fundo da loja, me amarrou e tapou minha boca com fita”, contou.

A vítima disse que sempre deixa a porta da loja trancada e que costuma atender somente mulheres. No entanto, um dos criminosos chegou no local informando que gostaria de comprar um biquíni para a mulher dele. Foi então que Juliana abriu a porta para atendê-lo.

As imagens das câmeras de segurança mostram o momento em que Juliana conversa com o suposto cliente, mostrando os produtos da loja. Algum tempo depois, ele se aproxima da vítima, mostra uma arma e anuncia o assalto. O segundo suspeito entra no estabelecimento logo em seguida.

A empresária disse que teve ferimentos no queixo, penas e braços, mas não precisou de atendimento médico.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta