A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) zerou a fila de espera para consultas e exames de oftalmologia no município. A ação que visa a prevenção e diagnóstico precoce de glaucoma, catarata, pterígio e outros problemas relacionado a visão, foi possível através de um mutirão realizado pela Prefeitura, via Consórcio Regional de Saúde Sul (CORESS-MT), com apoio do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), através da Justiça Comunitária. Ao todo, 591 consultas médicas foram realizadas, além de encaminhamentos para cirurgias e entrega de óculos com lentes corretivas.

O mutirão, realizado em quatro dias, encerrou nesta sexta-feira (02), na Escola Municipal Lourença Afonso de Melo. Realizaram as consultas àqueles pacientes que passaram por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e tinham encaminhamentos junto à Central de Regulação. É o caso da dona Clarineide Aparecida Martins. Ela descobriu problemas de visão durante o atendimento e também ganhou óculos para correção. “Eu sinto muita dor de cabeça e dificuldade para ver de longe. Se não fosse esta consulta eu iria demorar muito para descobrir o problema”, relata.

O prefeito Gustavo Melo considera a ação a maior da história do município. “Investimos mais de R$ 200 mil neste mutirão, mas não seria possível bater essa marca de consultas se não fosse o apoio dos parceiros que confiaram em nosso trabalho. Gratidão ao Tribunal de Justiça, ao Consórcio Regional de Saúde e também aos nossos servidores pela dedicação”, agradece o gestor.

Ainda de acordo com o gestor, o caminhão da Justiça Comunitária que conta com dois consultórios e diversos equipamentos, estreou as atividades em Alto Araguaia em 2019. Desde então, esta é a terceira vez que a carreta atende a população. “Para nós é uma satisfação ter o Tribunal de Justiça como parceiro fiel da nossa população”, pontua.

Conhecedora da realidade e com mais de 45 anos de vínculo com a região, a vice-presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Aparecida Ribeiro, representando a presidente da Corte, desembargadora Maria Helena Póvoas, prestigiou a ação. “A parceria é válida e eficaz. Esta proximidade com a população faz com que o Poder Judiciário conheça mais de perto todos os problemas que a comunidade tem para prestar uma justiça mais digna. A magistratura é do povo e trabalha com o povo”, destaca.

O juiz coordenador da Justiça Comunitária no Estado, José Antônio Bezerra Filho, fala que o objetivo da Justiça Comunitária é servir à comunidade. “O Poder Judiciário, o magistrado sai da sua zona de conforto e traz serviços que realmente aconteçam, sempre pautados pela serenidade, responsabilidade e probidade administrativa. Estamos nos aproximando do cidadão em trabalhos conjuntos com parceiros”.

Conforme explica a juíza diretora e coordenadora da Justiça Comunitária da Comarca de Alto Araguaia, Marina Carlos França, a ação é pensada em conjunto com o Poder Executivo Municipal. “É feito uma requisição pelo município, verificamos a agenda da carreta e a coordenação estadual então nos envia para o atendimento”, diz.

O aposentado José Fernandes agradeceu a consulta. “Foi muito bom, nós não esperávamos isso tudo. Estava ficando quase cego e agora fui encaminhado para cirurgia. É uma avaliação positiva. É nota cem!”, destaca. Já a jovem Ana Carla Farias terá que trocar de óculos. “Há um ano eu esperava pela consulta. Me atenderam muito bem. Estava com dificuldades de ver de perto”, resume.

A solenidade contou ainda com a presença de representantes do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Max Russi (PSB), Ademir Gaspar de Lima e o assessor Eliseu Tavares; assessor do deputado federal Juarez Costa (MDB), Marco Aurélio Carvalho; prefeito de Poxoréu, Nelson Paim; secretária de Saúde de Tesouro, secretários, coordenadores e servidores de diversas áreas, e vereadores do município.

Via | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta