Comunidade acadêmica e estudantes que pretendem cursar uma faculdade já podem comemorar. É que a Prefeitura de Rondonópolis, comprometida com a oferta de uma educação de qualidade, tem empenhado esforços na construção da sede própria da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) na cidade. Com esse escopo, a atual gestão doou o terreno de 101 mil metros quadrados para a construção da universidade – que fica na região do antigo aeroporto, saída para Cuiabá, no loteamento Setor Rodoviário. A Administração Municipal ainda realizou a terraplanagem e o cercamento da área e elaborou o projeto arquitetônico do edifício.

Para conhecer o empreendimento, a secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação, Neiva de Cól, recebeu, nessa quinta-feira (17), a visita do diretor político-pedagógico e financeiro do campus de Alto Araguaia, Sérgio Santos, que estava acompanhado dos coordenadores dos cursos de direito, Everton Neves dos Santos, e de ciência da computação, Lucas Kriesel Sperotto, além do professor doutor de ciência da computação, Max Robert Marinho, das professoras doutoras de letras, Valéria Faria Cardoso e Shirlene Rohr de Souza.

“Estivemos na obra para que eles vissem como está o andamento. Ainda aproveitamos a ocasião para conversarmos sobre outros assuntos como a implantação do Núcleo de Práticas Jurídicas como um projeto de prática para os alunos do curso de direito e a possibilidade de levar orientações jurídicas de forma gratuita à população de baixa renda. Com as equipes dos cursos de letras e de ciência da computação, aventamos a chance de realização de projetos de extensão com o intuito de atender demandas pontuais e fazer uma devolutiva para a comunidade”, compartilha a secretária. Segundo ela, todos observaram o quanto essa estrutura vai contribuir para a atração de novos cursos e permitir o fomento dos três pilares da educação de nível superior, quais sejam, ensino, pesquisa e extensão. A expectativa é de que toda a empreitada seja entregue até o final de 2021.

Salas de aula, laboratórios, biblioteca, setor de Administração, auditório para 200 pessoas, refeitório e sanitários dispostos em diversos blocos compõem o complexo que vai abrigar a sede da Unemat. Corredores de interligação unirão os prédios. Haverá também estacionamento, guaritas de acesso e uma praça na Alameda dos Coqueiros. A previsão, conforme a titular da Pasta, é de que já no segundo semestre deste ano, sejam abertas, no local, as faculdades de jornalismo, engenharia civil e direito.

“Existe a intenção de implantarmos o curso de medicina e estamos nos mobilizando nesse sentido. Inclusive, debatemos com o diretor Sérgio Santos a necessidade de alinhamento para aprofundar a discussão a respeito de um convênio para a vinda do curso de medicina. Ainda não temos definição de data, mas já oficiamos na Unemat o pedido para trazermos essa faculdade para a sede de Rondonópolis”, adianta Neiva, que ressalta que, para tanto, não basta o edifício construído, mas é preciso prover toda a demanda exigida por um curso dessa natureza, como o time de profissionais, espaço para prática dos conhecimentos devidamente equipado, entre outras necessidades próprias das disciplinas da área da saúde.

Também foi tema de diálogo entre a secretária e o diretor, a realização de vestibulares para as novas turmas que recebem apoio financeiro do Município. “Além do curso de direito, são subsidiados pelo Município de Rondonópolis os de ciências da computação, de letras e as licenciaturas de química e de pedagogia”, comenta a gestora.

Se hoje Rondonópolis já é um polo de conhecimento, com essa nova realidade, de acordo com Neiva, a produção intelectual ganha perspectivas cada vez melhores. “O corpo docente da Unemat é composto por profissionais que primam pela formação acadêmica. Muitos, até, já possuem o título de doutor e pós-doutor. Para eles, pesquisa é prioridade. Mas também temos que lembrar que, em cada curso, o aluno desenvolve novos conhecimentos, com produção de artigos, participação em eventos técnicos, realização de estágios e, também, com o tratamento dos conhecimentos produzidos nas atividades intencionistas”, pontua ela.

Todo esse investimento em ensino de qualidade, com um lugar destinado ao aprendizado teórico e prático, vai resultar em profissionais competentes e bem preparados para atuarem no mercado de trabalho rondonopolitano, ampliando os horizontes para o município, como salienta a secretária: “Uma sede própria consolida a Unemat em Rondonópolis contribuindo para que a cidade caminhe a passos largos para a conquista da denominação de polo educacional da Região Sudeste de Mato Grosso. Com isso, a oferta de cursos poderá ser regular, trazendo mais segurança aos alunos e às equipes administrativa e docente da instituição. Porém, entendo que o maior benefício será a elevação da qualidade de vida da população. Então, o projeto Unemat Rondonópolis vai extrapolar a sala de aula, levando aos que vivem no seu entorno a possibilidade de projetos diversos”.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta