O Ministério da Justiça e Segurança Pública apresentou, nesta sexta-feira (28), os resultados das Operações Oneesca IV e Parador 27, realizadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) e pelas Polícias Militares, respectivamente.

Articuladas pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), as ações tiveram como objetivo combater a exploração sexual contra crianças e adolescentes nas rodovias do país. Até o início da tarde desta sexta-feira, mais de 120 pessoas foram detidas, 70 menores resgatados e cerca de 2.600 locais fiscalizados nas rodovias federais e estaduais.

“Está decretada guerra contra este tipo de crime no Brasil, por parte do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O combate a este tipo de crime vai ser uma das nossas principais metas e diretrizes, por meio da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, das Polícias Militares e Civis dos estados em operações integradas, coordenadas pela Secretaria de Operações Integradas”, garantiu o ministro.

Ministro Anderson Torres reafirma compromisso em combater exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil4.jpeg

A Operação Oneesca IV, realizada pela Polícia Rodoviária Federal nas rodovias federais de todo o país, teve início no dia 14 deste mês. Mais de 40 pessoas já foram detidas, 31 menores resgatados, sendo 10 em situação de efetiva exploração sexual e 21 em situação de vulnerabilidade, e 1.109 locais foram fiscalizados.

O diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques, explicou que a Operação faz parte do Programa Mapear, desenvolvido pela PRF para, com uso de inteligência policial e tecnologia, subsidiar operações desse tipo.

“Por incrível que pareça, são nos grandes centros que a maior quantidade de abusos tem sido realizados contra crianças em rodovias federais”, afirmou Vasques. Ele destacou ainda o envolvimento de integrantes do Ministério Público do Trabalho e dos Conselhos Tutelares na ação.

Nas rodovias estaduais, as Polícias Militares das unidades da federação deflagraram a Operação ‘Parador 27’, com a articulação da Secretaria de Operações Integradas (Seopi). Até o momento, foram detidas 82 pessoas, 36 menores foram resgatados e 1.508 locais fiscalizados em todo o país.

“A função do Ministério da Justiça e Segurança Pública é fomentar a integração entre as forças, com o objetivo de alcançar resultados expressivos em nível nacional. Esta é a primeira vez que as Polícias Militares atuam em uma operação rodoviária de forma simultânea”, reforçou o secretário de Operações Integradas, Alfredo Carrijo.

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, agradeceu o empenho das forças de segurança pública. “Eu quero agradecer a todos os agentes que estão envolvidos nessas duas operações. E que a gente deixe bem claro que o combate à violência sexual contra crianças não é uma questão ideológica, não é uma questão de valores, é uma questão de segurança pública, e os números vão mostrar isso”.

“Cada uma das Polícias se coloca à disposição do Ministério da Justiça e Segurança Pública para continuar trabalhando junto, de maneira integrada, na prevenção desses crimes”, afirmou o representante da Conselho Nacional de Comandantes-gerais das Polícias Militares e comandante-geral da PMDF, Coronel Vasconcelos.

Canais para denunciar

As denúncias feitas por meio do Disque 100, Disque 191 e do Ligue 180 são gratuitas e podem ser anônimas. Qualquer pessoa pode acionar o serviço, que funciona diariamente, 24 horas. Entre os grupos atendidos pelo Disque 100, estão crianças e adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiência. Já as denúncias de violência contra a mulher são registradas pelo Ligue 180.

Via | Assessoria Ministério da Justiça
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta