Com o aumento nas internações, Mato Grosso possui somente 75 vagas de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis.

A taxa de ocupação de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de hospitais públicos de Mato Grosso continua subindo e chegou a 86,09%, nesse domingo (23). Esse número tinha sido contabilizado pela última vez no final de abril, quando houve o início da queda da segunda onda da Covid-19 no estado.

Os dados são da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), que atualiza esse número diariamente.

Com o aumento nas internações, Mato Grosso possui somente 75 vagas de UTI disponíveis para pessoas que tiverem o quadro de saúde agravado pela doença.

No total, o estado possui 593 leitos de UTI, desses 464 estão ocupados com pacientes em supervisão, 43 estão bloqueados e 11 estão em retaguarda caso algum pacientes piore.

Sendo assim, apenas 75 vagas estão disponíveis.

Sete hospitais públicos do estado estão com 100% da capacidade, entre eles: o Hospital São Lucas, de Lucas do Rio Verde; os Hospitais Regionais de Cáceres, Sorriso e Água Boa; o Hospital Milton Pessoa Morbeck, em Barra do Garças; o Hospital municipal de Querência e o Hospital Arlete Daisy Cichetti de Brito, em Tangará da Serra.

Já a taxa de ocupação de enfermarias está em 36%.

Casos de Covid-19 e mortes no estado

Janeiro de 2021 começou registrando mais de 40 mil casos pelo novo coronavírus. Esse número aumentou para 65.612 em março, quando houve a segunda onda da doença. Naquele período, Mato Grosso chegou a ter 100% de ocupação em todos os hospitais públicos e quase 200 pacientes na fila de espera por uma vaga na UTI.

Em abril, a situação parecia diminuir, registrando a metade dos casos de março e o número de UTIs ocupadas tiveram uma pequena queda. A taxa de ocupação ficou abaixo de 90% pela primeira vez desde março.

Mesmo com os números altos, até este domingo (23), foram registrados pouco mais de 16 mil casos de Covid-19. Esse valor é pequeno comparado aos primeiros meses.

Assim como o maior registro em casos de Covid-19 em março, o número de mortes pela doença também foi registrado no mesmo mês. Março foi o mês com o maior número de mortes desde o início da pandemia.

Posteriormente, em abril, as mortes diminuíram pela metade e em maio, até o momento, houve o menor registro neste ano.

Em Mato Grosso foram registrados 393.877 casos de Covid-19 no estado e 10.675 mortes pela doença. Estão internados atualmente, 1.521 pacientes em UTIs e enfermarias públicas do estado.

Vacinação

A vacinação em Mato Grosso segue em ritmo lento. De acordo com o Ministério da Saúde (MS) foram distribuídas 1 milhão e 209 mil doses de vacinas entre CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer. O governo estima que 1 milhão e 100 mil pessoas fazem parte dos grupos prioritários seguindo o Plano Nacional de Vacinação.

Foram imunizadas 555.892 pessoas com a primeira dose e 269.573 com a segunda dose. O município que mais vacinou atualmente foi Cuiabá, com pouco mais de 128 mil pessoas imunizadas.

Estão sendo imunizados neste momento, pessoas com comorbidades e o governo aguarda a vacinação desse grupo para dar início a imunização dos professores.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta