Ele fingia ser funcionário de agência bancária e abordava idosos recolhendo cartões de crédito e débito das vítimas, alegando que os mesmos teriam sido clonados e precisavam ser trocados.

Estelionatário que veio do estado de São Paulo aplicava golpes contra pessoas idosas em Cuiabá foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na segunda-feira (03.05). O bandido de 34 anos fingia ser funcionário de agência bancária e abordava idosos recolhendo cartões de crédito e débito das vítimas, alegando que os mesmos teriam sido clonados e precisavam ser trocados.

Ele estava hospedado em um hotel no bairro Altos do Coxipó, onde foi flagrado com diversas máquinas de cartão de crédito e eletrônicos de alto valor de mercado.

As investigações iniciaram após a equipe da DRCI receber denúncia anônima sobre um homem que teria vindo do estado de São Paulo para aplicar golpes em Cuiabá. Segundo as informações, ele estava atuando com o golpe do “falso motoboy”, enviado pelo banco e induzia os idosos a entregarem os cartões.

Com base nas informações, os policiais foram até o hotel e em buscas no quarto em que ele estava hospedado foram apreendidas seis máquinas de cartão cujas transações realizadas ultrapassam o valor de R$ 61,7 mil, além de aparelhos celulares modernos de alto valor de mercado e acessórios como smarth watch e fone JBL, que eram utilizados na prática do crime.

Segundo o delegado da DRCI, Ruy Guilherme Peral da Silva, há indícios que o bandido seja integrante de uma organização criminosa interestadual dedicada à prática de estelionato majorado contra idosos.

O delegado representou pela conversão da prisão em flagrante para preventiva e disse que as investigações continuam em andamento. “Vítimas desse tipo de golpe devem ser ouvidas nos próximos dias para evidenciar a atuação deste suspeito ou identificar outros envolvidos no crime”, disse Ruy Guilherme.

A ação foi realizada pela Delegacia Especializada de Crimes Informáticos (DRCI) com a apoio da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá.

Prisão anterior

O estelionatário é a segunda pessoa presa pela Delegacia de Crimes Informáticos por envolvimento nesse tipo de golpe em menos de uma semana. Na quinta-feira (28.04), uma mulher de 23 anos que também estava hospedada em um quarto de hotel, no bairro Bandeirantes, em Cuiabá, foi presa após ter a atuação ilícita descoberta pela equipe da DRCI.

Ela fez pelo menos três vítimas na região metropolitana e chegou a movimentar mais de R$ 80 mil adquiridos com os golpes. Com ela foram apreendidas 15 máquinas de cartão de crédito utilizadas para realizar as transações bancárias a partir dos cartões que ela adquiria fraudulentamente.

Conheça o golpe

No golpe do “falso motoboy”, o criminoso faz contato com a vítima por telefone, simulando ser de central de atendimento de instituição financeira, informado que o cartão da pessoa foi clonada e precisa ser bloqueado.

No suposto bloqueio do cartão, a vítima é induzida a fornecer dados e senhas para conclusão do procedimento. Na sequência, o suspeito oferece um serviço de motoboy para retirada do cartão, que em tese, foi cancelado durante a chamada telefônica.

Via | RMT
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta