O governador Mauro Mendes pediu que haja mais clareza por parte do Ministério da Saúde em relação aos critérios de distribuição das vacinas contra a covid-19 aos estados.

A solicitação foi feita na manhã desta sexta-feira (26.03), durante reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e os demais governadores.

Mauro Mendes explicou que a falta de clareza sobre esse quesito tem causado confusão em todo o país, pois a população tem dificuldades em entender porque um estado recebe mais vacinas que o outro. O gestor quer esclarecer se distribuição ocorre apenas pelo percentual de pessoas dos grupos prioritários ou se existem outros fatores envolvidos.

“O PNI [Plano Nacional de Imunização] precisa ter mais clareza. Não temos clareza no critério de distribuição de vacinas”, pontuou.

O chefe do Executivo Estadual também pediu maior regularidade na distribuição de oxigênio e medicamentos para intubação de pacientes com coronavírus. Além disso, solicitou que o comitê nacional de enfrentamento à covid-19, anunciado nesta semana pelo Governo Federal, atue de forma efetiva.

“É preciso que haja uma coordenação pelo presidente da República, por esse comitê, para que realmente una o Brasil em torno de ações, que traga resultado, salve vidas e ajude toda a população”, defendeu.

Mauro Mendes ainda lamentou o avanço da covid-19 em todo o país, com recorde de mortes diárias.

“Hoje nós já temos 303.726 mortes. Eu nem vou falar mais de 300 mil, porque cada uma dessas vidas são de brasileiros e certamente muitas dessas vidas poderiam ter sido poupadas se houvesse uma atuação conjunta. Temos menos de 3% da população mundial e estamos respondendo por 30% das mortes diárias”, ressaltou.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta