A polícia federal de Mato Grosso (PF-MT) protestou na tarde desta segunda-feira (22) contra a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial, do governo federal.

A mobilização de hoje em frente a sede da PF, atendeu a uma convocação em nível nacional. Essa foi uma tentativa de chamar a atenção do governo para o problema que a PEC vai trazer às forças de segurança pública.

A manifestação de hoje foi para tentar conscientizar o governo sobre a prioridade da vacinação dos agentes contra a covid-19. O diretor de comunicaçao do SINPEF (Sindicato dos Policiais Federais do Estado de MT), Paulo Gomes, disse que a categoria tem a mesma importância que outras profissões.

O principal ponto questionado é o de profissionais da segurança pública estarem atrás de reeducandos, na lista preferencial do Ministério da Saúde.

Para o diretor, o governo precisa entender que os três pilares principais são educação, saúde e Segurança Pública.

“Tem que ter uma condição de trabalho melhor para saúde para poder trabalhar e salvar vidas. Valorizar um professor vacinando, valorizar a segurança pública que continua no combate ao crime”, reclama.

Outra pauta levantada está relacionada a risco dos salários dos servidores ficarem congelados por muito tempo.

Cerca de 50 policiais participaram da manifestação de hoje.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta