Sensibilizado pela campanha iniciada pelo Sipros – Sindicato dos Profissionais da Educação Básica da Rede de Ensino da Região Sul de Mato Grosso, o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa Max Russi (PSB), pediu ao governo do Estado que inclua os profissionais educação pública e privada na primeira etapa de vacinação do Plano Estadual de Imunização.

A indicação do parlamentar já foi protocolada no legislativo e entregue para o governo.

O deputado também defende e justifica a imunização de quem trabalha fora do sistema híbrido. Este é o caso dos educadores do Estado. “Mesmo sem a presença dos alunos, esses educadores estão frequentando as escolas em tempo integral, onde ocorrem interações com outras pessoas”, lembra.

O professor José Vlademir Ribeiro Marcondes, presidente Sipros, elogiou a atitude de Max e afirmou que a inclusão dos educadores no grupo prioritário de vacinação é um passo importante para garantir mais segurança para boa parte da população de Mato Grosso. “A educação, contando com os estudantes, representa quase 25% da população jovem e adulta do Estado. Com educadores vacinados a possibilidade do vírus se espalhar em locais públicos e de grande movimentação, como mercados e ônibus, é bem menor. Em nome de todos os trabalhadores da educação, agradeço o empenho e atenção do presidente da Assembleia Legislativa Max Russi”.

Em todo Mato Grosso, a quantidade de profissionais de educação passa dos 70 mil. Desses, 40 mil são da rede estadual de ensino.

O Sipros é uma entidade com quase 30 anos. A instituição está sediada em Rondonópolis e é um dos maiores sindicatos do sudeste de Mato Grosso, com mais de 1.200 filiados.

Via | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta