A equipe médica responsável pelo deputado estadual Valdir Barranco (PT), que está há 18 dias intubado devido a complicações da Covid-19, inicia nesta quinta-feira (11) o procedimento de retirada total da sedação.

O parlamentar apresenta melhoras no quadro de saúde, porém, a retirada do coma deve demorar pelo menos 12 dias.

Segundo a equipe médica, o procedimento é necessário para um relaxamento muscular, mas é um processo realizado gradativamente podendo levar até 5 dias.

Após esse período, inicia o procedimento para despertá-lo, o que demora, no mínimo, mais 7 dias.

Barranco foi diagnosticado com Covid-19 no dia 11 de fevereiro.

Ele foi intubado em um hospital de Cuiabá no dia 20 de fevereiro e, no dia 21, foi transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em São Paulo após agravamento no quadro de saúde.

Via | G1
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta