A Prefeitura de Rondonópolis disponibilizou mais 5 leitos de terapia semi-intensiva na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para atender pacientes com covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde explica que o aumento de leitos foi necessário para atender o crescimento na quantidade de pacientes graves de covid-19 na cidade. Com a disponibilização de mais 5 leitos, a UPA passa a contar com 15 leitos semi-intensivos covid-19.

Os leitos semi-intensivos da UPA são equipados com ventiladores pulmonares, monitores e demais equipamentos necessários para o tratamento de pacientes graves que necessitam de atenção médica intensiva, inclusive de intubação. A unidade conta também com equipamento para realização de hemodiálise.

O secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Ferreira, explica que a Pasta fez uma reorganização para destinar mais 5 leitos semi-intensivos para atender pacientes com covid-19. “Diante do aumento da ocupação de leitos de UTIs na Santa Casa e no Hospital Regional, ampliamos as vagas na UPA para prestar a assistência necessária para pacientes graves de Rondonópolis”.

A coordenadora da UPA, Cláudia Regina Wandeveld, afirma que embora a UPA não conte com leitos de UTI, o paciente tem todo o suporte necessário para a sobrevida em um leito semi-intensivo. “O paciente pode ser intubado na UPA, pois terá suporte técnico e profissional necessário para garantir o tratamento adequado e a sobrevida” destaca.

Além de tecnicamente equipado para o tratamento de pacientes graves, o semi-intensivo da UPA conta ainda com equipe médica capacitada em atendimento intensivo (UTI).

Via | Assessoria   Foto | Kawê Pires
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta