Leonardo Araújo de Souza, 29 anos, está sendo julgado nesta segunda-feira (1º) acusado de ter matado a namorada dele, em Rondonópolis, em setembro de 2019.

Rosélia de Souza Costa, de 38 anos, ficou desaparecida por alguns dias até que o corpo dela foi encontrado em uma estrada vicinal perto da MT-130.

Ele está preso desde a época do crime e confessou o assassinato.

Ele está na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa – Mata Grande, e o júri é realizado por videoconferência.

A família de Rosélia registrou boletim de ocorrência depois que a vítima desapareceu ao sair de um bar e entrar em um táxi.

À polícia, Leonardo, em um primeiro momento, negou participação no desaparecimento. Depois, confessou que havia matado a namorada usando as mãos, a esganando.

Leonardo também comentou que abandonou o corpo em uma estrada na MT-130, perto de uma praça de pedágio. O corpo foi localizado pelos policiais em avançado estado de putrefação.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Leonardo cometeu o crime por ciúmes depois que passou o dia ingerindo bebida alcoólica com a vítima. Ele acusou a namorada de estar conversando com outros homens, fato que Rosélia negou.

Via | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta