A vereadora Kalynka Meirelles (Republicanos) foi procurada por dezenas moradores de bairros próximos ao Anel Viário Conrado Sales de Brito, em Rondonópolis. A preocupação de quem reside as margens da via, que interliga a MT-270 (Av. dos Estudantes) com a BR-364/163, são os alagamentos nas baixadas.

Em alguns pontos, boa parte do asfalto está debaixo d´agua. A parlamentar esteve na via, com 16 quilômetros de extensão, e registrou os trechos mais críticos. “Está realmente muito perigoso, tem pessoas correndo risco de morte ali. Providências imediatas são necessárias, o risco de acidentes é claro e eminente”, alerta.

Outra preocupação da legisladora é com a qualidade do asfalto, inaugurado em fevereiro do ano passado. Kalynka cumpriu nesta quinta-feira (14) extensa agenda em Cuiabá. Uma das reuniões aconteceu no gabinete do deputado estadual Thiago Silva. “O deputado Thiago, que é o grande entusiasta da recuperação do Anel Viário de Rondonópolis, ficou muito preocupado com a situação do local e se comprometeu a procurar o Estado e intermediar uma reposta rápida. É preciso uma obra emergencial de drenagem. O pavimento é novo, tem menos de um ano, mas se essa água toda seguir empossada vai acabar tanto com o asfalto, quanto com a base. Se o serviço não acontecer em no máximo 30 dias, o governo terá que executar obra de drenagem e também recuperação asfáltica. Ficará bem mais caro”, ressalta.

O Anel Viário de Rondonópolis foi totalmente recuperado. O Estado iniciou as obras no fim de 2019 e entregou o serviço no início de fevereiro de 2020. Foram gastos R$ 7,1 milhões.

Via | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta