Todas as cirurgias eletivas, que são aquelas agendadas, foram suspensas nos hospitais geridos pelo estado, no dia 18 de março do ano passado, em decorrência da pandemia. Além de medida protetiva para os pacientes, a decisão precisou ser tomada porque grande parte do leitos estaduais passaram a atender vítimas da Covid-19.

Apenas os procedimentos tidos como de urgência não foram interrompidos. Segundo a SES, as cirurgias e os procedimentos eletivos continuam suspensos nas unidades de saúde geridas pelo governo do estado.

Conforme dados do Sistema Estadual de Regulação, há 1.420 solicitações de procedimentos cirúrgicos inseridos no SISREG III, sendo que existem mais de 420 tipos de cirurgias eletivas. Entre elas estão as cirurgias bariátricas, oftalmológicas e ortopédicas.

Segundo a SES, a gestão estuda a maneira mais adequada de retomar os procedimentos nas unidades de saúde geridas pelo estado, tendo em vista o cenário de pandemia.

A secretaria ressalta, ainda, que cada município tem autonomia para retomar as cirurgias eletivas de acordo com a realidade local.

Via | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *