A situação também pode ocasionar lotação de outras unidades de emergência e impactar na retenção de macas do Samu.

O Pronto-Socorro de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, enviou ofício à Secretaria Estadual de Saúde (SES) informando que a unidade passa por superlotação.

O ofício foi encaminhado por meio da superintendência do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Por causa disso, segundo a SES, o Samu segue atendendo aos chamados, mas já encontra dificuldade para referenciar pacientes para outras unidades de emergência, visto que não foi oficialmente pactuada uma referência para substituir a assistência prestada pelo Pronto-Socorro de Várzea Grande.

Ainda segundo a SES, a situação também pode ocasionar lotação de outras unidades de emergência e impactar na retenção de macas do Samu.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *