Douglas Trent e Marcelo Álvaro Antônio conversaram sobre ampliação do turismo de observação de vida silvestre no Brasil

Douglas Trent – ecólogo americano, mentor e diretor de pesquisas científicas do Projeto Bichos do Pantanal e primeiro operador de turismo de observação de vida silvestre no Brasil – viajou para Brasília na manhã de terça-feira (1), a convite do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. Em reunião com grupo de trabalho formado por uma dezena pessoas de várias instituições do Brasil, Trent colaborou com orientações e ações focadas na ampliação do turismo de observação de vida silvestre, tema em destaque na agenda de reuniões que prosseguem durante o mês de dezembro.

Apesar de embrionário no Brasil, de acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), o ecoturismo -segmento de atividade turística que utiliza, de forma sustentável, o patrimônio natural e cultural, incentivando sua conservação – é uma tendência de consumo que atrai cerca de um milhão de viajantes em alta temporada, gerando um faturamento de US﹩ 70 milhões para o país.

“O Brasil é o país mais competitivo do mundo na oferta de recursos naturais para a indústria de viagens”, diz Trent. Durante a reunião, o ecólogo americano entregou ao ministro Marcelo Álvaro, seu livro pré-lançado que leva o título Ecoturismo Comunitário, como planejar, desenvolver e comerciar o ecoturismo. Na obra, o autor destaca a necessidade de conhecimentos técnicos e visão estratégica para formatar as particularidades do ecoturismo e prosperar neste setor.

É neste contexto que o Projeto Bichos do Pantanal – realizado pelo Instituto Sustentar com patrocínio Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental – vem atuando incansavelmente, em virtude do desenvolvimento sustentável do ecoturismo, da preservação de diversas formas da natureza e do papel fundamental da educação ambiental para assegurá-la.

Sobre o Projeto Bichos do Pantanal

Projeto Bichos do Pantanal – realizado pelo Instituto Sustentar com o patrocínio da Programa Socioambiental da Petrobras, atua na região do Alto Pantanal (Cáceres e Porto Estrela, MT). O foco é nas áreas de Educação Ambiental, pesquisas que ampliam o conhecimento científico visando a preservação de espécies da fauna pantaneira e a promoção da sustentabilidade local por meio do Turismo Sustentável.

Instituto Sustentar

O Projeto Bichos do Pantanal é realizado pelo Instituto Sustentar, OSCIP com sede em Belo Horizonte e atuação nacional e internacional. A entidade é dedicada à implementação e execução de projetos que buscam a sustentabilidade econômica, social e ambiental, junto à iniciativa privada, entidades da sociedade civil e setor governamental. O objetivo é promover pesquisas técnico-científicas e boas práticas institucionais e empresariais que permitam o desenvolvimento sustentável de nossa sociedade.

Mais informações sobre o Projeto Bichos do Pantanal estão disponíveis em www.bichosdopantanal.org e nas redes sociais:

Fonte | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *