As empresas usam diversas estratégias de marketing para atrair a atenção do consumidor durante o mês de novembro. Algumas fazem ações diárias, outras semanais e uma parcela durante a semana da Black Friday, que acontece em 27 de novembro deste ano. Acontece que nem todas as ações são reais e o cliente precisa ficar atento.

Diversas promoções falsas nos últimos anos levaram, inclusive, a criação de uma marca negativa para a Black Friday brasileira. Os consumidores classificaram as promoções realizadas no evento como tudo pela metade do dobro.

Essa constatação aconteceu depois que milhares de consumidores compartilharam nas redes sociais o abuso dos lojistas em aumentar o preço semanas antes e depois reajustar o valor dos itens, com descontos forjados. Hoje essa prática ainda acontece, mas em menor escala, e é monitorada de perto pelos órgãos de proteção ao consumidor.

“A internet permite ao consumidor monitorar os itens que deseja comprar e a não cair em falsas ofertas”, destaca Neide Santos, gerente de marketing da SEO Corporate.

Para que o consumidor não entre em uma roubada nesta Black Friday, abaixo seguem alguns cuidados básicos que precisa tomar antes de fazer o cadastro e concluir seus pedidos.

Planeje suas compras

A primeira coisa a ser feita é planilhar os itens que deseja comprar. Cuidado com promoções vantajosas de itens que não são necessários.

Ao analisar qual é a sua necessidade, faça uma breve pesquisa de preços para ter uma noção do custo médio de cada item durante o ano. Este levantamento vai te ajudá-lo a saber, na Black Friday, se a promoção realmente é relevante ou não.

Esta atitude também vai evitar que o indivíduo faça compras aleatórias, esquecendo dos produtos que são relevantes.

Verifique se o site é seguro

Existem milhares de lojas virtuais e algumas são criminosas. É isso mesmo que você leu. Bandidos replicam a identidade visual de lojas famosas para provocar a confusão no leitor, iludido por ofertas fora do comum.

A orientação do Procon é para que avalie o CNPJ e endereço do lojista, assim como a sua reputação em redes sociais. Isso vai evitar que o consumidor forneça os dados pessoais e de crédito em sites suspeitos.

Aproveite também para pegar o item que está com uma oferta sensacional e avalie ele na concorrência. Em caso de suspeita, não faça sua compra. Proteja seus dados!

Leia com atenção o descritivo da oferta

Existem várias pegadinhas escondidas nas ofertas sensacionais da Black Friday e o consumidor só percebe se tiver muita atenção ao descritivo.

Por isso, tenha calma e leia tudo que tem de informação sobre o produto. Por exemplo, pode ser um eletrônico que só funcione em 110v ou 220v e na sua região seja o oposto. Pode ser item de mostruário com leves defeitos, pode ainda ser uma oferta que esteja condicionada ao uso às segundas, etc.

É importante saber que toda compra realizada online dá ao consumidor o direito de arrependimento em até 7 dias.

Guarde todo o material promocional e também nota fiscal

Se o consumidor soube da oferta por uma rede social, por e-mail ou material impresso, ele deve registrar a promoção, mesmo que seja por uma fotografia. Isso vai ajudar a comprovar e exigir que a condição seja cumprida em caso de divergência lá na frente.

É importante guardar também todos os e-mails transacionais de aprovação da compra e nota fiscal, estes documentos serão pedidos pelo Procon se alguma medida jurídica for necessária.

Black Friday é a data comercial mais relevante para os negócios e gera boas oportunidades para o consumidor. Por isso, é importante adotar algumas medidas para aproveitar e economizar.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *