A desoneração da folha de pagamento para empresas de 17 setores da economia do Brasil é de fundamental importância para a retomada da economia no pós-pandemia de Covid-19. Essa é a avaliação do deputado federal Dr. Leonardo (Solidariedade-MT), que votou a favor da derrubada do veto do presidente Jair Bolsonaro à prorrogação, até 2021, dessa medida de incentivo a geração de emprego. A prorrogação foi incluída durante a análise no Congresso de uma medida provisória que instituiu um programa emergencial de manutenção de emprego.

A desoneração permite às empresas pagarem um imposto menor na contribuição previdenciária sobre a folha de salários, calculada de acordo com a remuneração dos empregados. “Acabar com a desoneração agora seria um golpe fatal contra essas empresas, que consequentemente precisariam demitir milhares de funcionários. As empresas desses setores empregam mais de 6 milhões de pessoas. Agora é hora de manter esses postos de serviço e impedir uma paralisia na retomada do aquecimento do mercado após a pandemia”, afirmou Dr. Leonardo.

As companhias e representantes dos segmentos argumentaram que o fim da desoneração, em um momento de crise econômica, geraria demissões, enquanto a prorrogação vai preservar empregos. Os setores beneficiados estão entre os que mais empregam no País, como call center, comunicação, tecnologia da informação, transporte, construção civil e têxtil. A medida permite que empresas optem por contribuir para a Previdência Social com um percentual que varia de 1% a 4,5% sobre a receita bruta em vez de recolher 20% sobre a folha de pagamento.

Fonte | Assessoria

 

 

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *