O setor comercial e a retomada da geração de emprego e renda em Cuiabá foram temas abordados na noite de segunda-feira (19.10) com o candidato a prefeito de Cuiabá, o ex-juiz federal Julier Sebastião (PT), durante mais uma reunião on-line feita pela Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) com os concorrentes à Prefeitura. Na quarta-feira (21) foi a vez de Abílio Junior (PODE).”Com essas reuniões por videoconferência demonstramos nossa preocupação com o equilíbrio econômico e o bem-estar da sociedade cuiabana. É um ambiente sadio e seguro onde não propomos nenhum confronto entre os candidatos, queremos apenas ouví-los e contribuir para essa importante discussão sobre o futuro de Cuiabá”, declarou o presidente da ACC, Jonas Alves.

Julier disputa a prefeitura ao lado da professora Vera Bertolini, em chapa pura, sem aliados, com a coligação denominada “Quem defende você é o PT”. Durante a reunião, pro várias vezes o candidato reiterou que o comércio é a principal atividade da economia pulsante da baixada cuiabana.

“Precisamos retomar a tradição do comércio de Cuiabá, que na sua essência, é uma cidade que vive do comércio. Temos que injetar dinheiro para estruturar nossa economia e investir na regularização fundiária, desenvolver o setor imobiliário, assim conseguimos gerar emprego e renda e fazemos circular a economia”, explicou o candidato.

Indagado pelo diretor da ACC, Antônio Menegassi, sobre suas propostas para o Distrito Industrial, Julier apontou que a prefeitura deve ser a responsável pela região.

“O Distrito Industrial é peça fundamental dentro do nosso projeto, assim como o comércio. Dentro do nosso plano de governo temos projetos para o Ceasa, que fica no Distrito Industrial, além do Cinturão Verde, que precisa ser regularizado. O Distrito Industrial vai ter pai e mãe, inclusive, para resolver as questões tributárias. Temos que zelar pelas operações que geram receitas para o município”, justificou.O diretor Arnaldo Felício perguntou ao candidato o que ele pretende fazer com o comércio informal de Cuiabá, caso seja eleito. “O comércio informal não pode competir com o comércio formal, precisamos regularizar para que a prefeitura tenha receita”, comentou.

A reunião foi mediada pela jornalista Luciane Mildenberger, assessora de imprensa da Associação Comercial de Cuiabá, e versou sobre vários assuntos, como saúde, educação e cultura, gestão, social, infraestrutura e desenvolvimento econômico. Foi retransmitida pelo canal do Facebook/ACCuiaba e teve a participação de internautas.

Além de Julier, a rodada de reuniões on-line da ACC já conversou com os candidatos Gisela Simona (PROS) e Roberto França (Patriota).

Participaram também do encontro os diretores Mariza Bazo, Manuel Gomes, Valdemir Canevari, Raul Homem M. de Carvalho, além da gerente da ACC, Samanta Fernandes, da executiva da Facmat, Rita Matos, e da assessora de marketing, Mariana Pirani.

Fonte | Assessoria
Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *