Mulher, que está grávida, afirmou que deixou o bebê com o filho de 13 anos para ir fazer exames e pouco depois recebeu ligação falando que a criança estava morta

Laudo da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) confirma que o bebê Anthony Pyetro Ferreirra, de 1 ano e três meses, estava morto há pelo menos 10 horas quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado pela mãe da criança.

O caso aconteceu na manhã de sábado (17), em Rondonópolis.

A mãe relatou à Polícia Militar que havia deixado Anthony com aos cuidados do filho mais velho, de 13 anos, porque precisou ir fazer uns exames médicos. Ela está gestante. De acordo com a versão da mulher, por volta das 9h ela recebeu uma ligação informando que o menor estava morto. Neste momento é que a mulher acionou o Samu. O médico constatou a morte e acionou a Polícia Militar.

A mulher ainda relatou que quando chegou em casa, o filho mais velho disse que ao acordar, encontrou o irmão com os lábios roxos.

Pelo estado de rigidez do cadáver, no primeiro momento já foi levantada a hipótese da criança estar morta desde o dia anterior, o que foi confirmado pelo laudo da Politec.

De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), o resultado do exame complementar de histopatologia ainda não foi concluído, mas a princípio a causa da morte é indeterminada.

A Polícia Civil investiga o caso.

Fonte | RMT

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *