Servidor estaria envolvido no furto de cloro em barra usado pelo DAE na água que é distribuída para os moradores de Várzea Grande (MT).

Um servidor do Departamento de Água e Esgoto (DAE) de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, vai responder a Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por supostamente estar envolvido no furto de cloro em barra usado pelo DAE na água que é distribuída para os moradores. O produto estaria sendo comercializado em um site de comprfa e venda.

A portaria foi assinada pelo presidente do DAE, Ricardo Azevedo Araújo, na terça-feira (29) .

Conforme o documento, o servidor ficará afastado, preventivamente, por 60 dias, para não influir na apuração da suposta irregularidade, mas continuará a receber salário. Este prazo pode ser prorrogado.

O servidor pode ser exonerado, caso seja comprovada irregularidade, como peculato.

Fonte | G1

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *