Os vogais e suplentes da Junta Comercial do Estado de Mato Grosso (Jucemat) participaram nesta quarta-feira (30.09) da sessão plenária de encerramento de mandato. O grupo atuou no período de 2016 a 2020. Os investimentos em informatização e o reconhecimento da Junta como referência para os outros estados foram os principais destaques.

A posse do novo colegiado será nesta quinta-feira (1º), na sede da autarquia em Cuiabá.  A Junta Comercial é um órgão do Governo que atua na regulamentação e registro das atividades comerciais.O processo de modernização da Jucemat inclui o atendimento online e a disponibilização de chat para tirar dúvidas, dar entrada ou fazer alterações em algum procedimento relacionado à abertura ou fechamento de empresas. Por este canal são registrados em média 8.200 atendimentos por mês.

“Temos como bom resultado um serviço 100% digital. Nenhum cidadão precisa se deslocar até a Junta Comercial para constituição ou baixa de uma empresa – tudo é feito via web, além do atendimento pelo chat. Há quatros anos todo o trabalho era feito de forma manual, com filas, congestionamento e falta de vagas em estacionamento”, destacou a presidente da Jucemat, Gercimira Rezende.

Após o final do mandato de quatro anos, Gercimira deixa a presidência do órgão. “Expresso minha gratidão pela oportunidade de ter contribuído com o serviço público, e pela confiança em mim depositada para a condução dos trabalhos durante o período”, disse.

Mais de 60 mil empresas foram abertas desde a implantação do registro digital. O colégio de vogais é formado por 11 representantes, com mandato de quatro anos. Entre os representantes há integrantes da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), Conselho Regional de Administração de Mato Grosso (CRA-MT), entre outros.

“A gestão neste período foi transformadora e se tornou destaque entre as juntas comerciais do país. Devemos iniciar esse trabalho também junto ao novo presidente para fortalecermos ainda mais a atuação da junta comercial do Estado, afirmou Jonas Alves, presidente da Associação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC) e novo vogal do colegiado.

O vice-presidente da Jucemat, Hélio Arruda, pontuou que o atendimento virtual ocorreu um momento em que muitos serviços de atendimento ao público foram prejudicados por conta da Covid-19. No entanto, o atendimento online foi essencial para auxiliar a população.

“Mesmo com o encerramento do mandato, procuramos estimular o desenvolvimento, com a realização de novos treinamentos para a nossa equipe de colaboradores -reconhecida por treinar outras juntas. O atendimento virtual foi mantido e nosso trabalho não foi prejudicado, pois já estávamos adaptados a esta nova realidade”.

Fonte | Assessoria

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *