Latas tinham mistura de água com cal e corante que não grudava na parede.

Mais de 750 latas de tinta falsa foram apreendidas pela Polícia Militar e seis pessoas suspeitas de aplicar golpes em moradores de Rondonópolis, no sul do estado, foram presas nessa quinta-feira (24). Os policiais também apreenderam três carro, oito celulares, três máquinas de cartão, 30 comprovantes de depósito e um caderno de anotações do fluxo de caixa.

De acordo com a polícia, os golpistas se apresentavam como vendedores ambulantes. Passavam nas casas de carro e bem vestidos informando que as latas de tintas são sobras de uma grande obra ou que estão amassadas e a loja onde trabalham se recusa a pegar de volta por conta desse detalhe.

Umas das vítimas mora no Distrito de Nova Galiléia, em Rondonópolis. Ela contou à polícia que foi abordada na porta de casa por um suposto vendedor dizendo que estava vendendo latas de tintas por um valor abaixo do mercado.

Seis pessoas foram presas suspeitas de aplicar golpes em moradores de Rondonópolis (MT) — Foto: Polícia Militar
Seis pessoas foram presas suspeitas de aplicar golpes em moradores de Rondonópolis (MT) — Foto: Polícia Militar

Segundo a vítima, o homem afirmou que a loja teria recusado as latas de volta por estarem amassadas. Como o morador não sabia do golpe, acabou comprando 13 latas de 20 litros, pagando R$ 77 por lata.

A compra, segundo a polícia, foi no cartão de débito e somou aproximadamente R$ 1 mil de prejuízo à vítima.

Depois que o vendedor foi embora, o morador abriu uma lata para testar o produto. Foi então que percebeu que se tratava de uma mistura de água com cal e corante que não grudava na parede.

Ao perceber que tinha caído num golpe, procurou a polícia para registrar o boletim de ocorrência. As tintas falsificadas já estão à disposição da investigação.

Fonte | G1

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *