Em um encontro realizado nesta quarta-feira (23), na Academia Líder de Artes, integrantes de diversos segmentos do movimento cultural de Rondonópolis entregaram uma Carta de Propostas para o setor ao pré-candidato a prefeito Thiago Muniz (DEM) e o pré-candidato a vice Ibrahim Zaher (PSB).

Na oportunidade os artistas fizeram um relato dos artistas sobre a situação de abandono em que se encontra o segmento. Eles cobraram mais investimentos, transparência e também canais de participação direta na execução de políticas públicas voltadas ao setor. O objetivo é fazer que a cidade volte a ocupar o espaço de destaque que já teve até pouco tempo no cenário estadual e nacional.

“Eu costumo dizer que Rondonópolis tem o ouro da cultura do Estado de Mato Grosso. Mas, hoje em dia, não chegamos nem ao bronze por falta de uma gestão pública que valorize, que estimule e apoie o movimento cultural da cidade”, comentou o representante da Associação Teatral de Rondonópolis, Maurílio Fagundes. “Estou otimista e feliz em ver esta mobilização surgindo à construção de um novo momento para o movimento cultural local”.

Os artistas também ressaltaram que os investimentos nesta área podem ajudar no projeto de acelerar o reaquecimento da economia. Eles sugeriram que a criação da ‘Secretaria de Cultura e Economia Criativa’, dando a pasta novas ferramentas para a promoção de eventos em parceria com a iniciativa privada e auxiliar os artistas e produtores na obtenção de recursos.

“A Cultura é fundamental para a formação da nossa identidade, mas é também uma forma inteligente de promover a qualidade de vida, de gerar empregos e renda. Estamos convencido disso e o projeto que recebemos aqui vai nos ajudar muito. Temos muitos talentos e uma classe disposta a ajudar. O que precisamos agora é fazer gestão para aproveitar melhor os recursos que temos e valorizar os profissionais”, observou Thiago.

Construção coletiva

As propostas para as mudanças no cenário cultural e o incremento das políticas públicas de cultura na cidade presentes na Carta foram construídas a muitas mãos, em reuniões setoriais e encontros ampliados com atores, dançarinos, escritores e produtores culturais. Também participaram professores universitários e pesquisadores, que unificaram as propostas num plano de ação. O material foi elaborado a pedido de Ibrahim Zaher e sua inclusão no plano de Thiago faz parte do acordo selado entre os dois.

“Nós queremos que Rondonópolis seja referência em várias áreas. Não só do Agronegócio, mas também que se torne um polo cultural, esportivo…é possível fazer isso! Com planejamento e uma boa gestão vamos conseguir fazer o bom uso do dinheiro público e trazer retorno para o município. Temos exemplos de outros municípios brasileiros, como Joinville e São José do Rio Preto, que conseguiram potencializar a cultura ao ponto de que hoje o segmento tem grande participação no desenvolvimento social e econômico”, exemplificou Ibrahim.

Descaso

Durante o encontro, ficou evidente o descontentamento dos ativistas culturais com o descaso atual da prefeitura na área de cultura em Rondonópolis, que praticamente ficou paralisada nos últimos anos.

Representante do setorial de dança, Sarah Jane Venâncio lembrou que Rondonópolis já foi um polo de destaque no Estado e inclusive nacionalmente. “O que vimos acontecer nos últimos anos é essa história do movimento cultural da cidade está minguando, está se esvaziando cada vez mais e os artistas desanimando”, lamentou.
Ela destaca que a implementação das propostas discutidas por integrantes dos diversos segmentos do movimento cultural da cidade contribuirá para mudar a forma de se enxergar a cultura. Será um salto, pois irá modificar a visão não somente dos artistas, mas também dos segmentos empresarial e político da cidade. “Irão ver que investir em cultura não é gastar dinheiro. Mas é trazer investimentos para cidade não só da parte humana, mas também econômica”.

Mais conversas

O encontro desta terça-feira foi o pontapé inicial para muitas rodadas de conversas que Thiago e Ibrahim pretendem fazer com os ativistas e artistas para discutir propostas voltadas ao fomento do movimento cultural em Rondonópolis. Um novo encontro para aprofundar e ampliar o diálogo com o segmento cultural rondonopolitano deverá acontecer no próximo dia 3 de outubro. “Dentro do nosso propósito de unir a cidade, vamos seguir dialogando com todos, afinal queremos uma cidade mais desenvolvida, com mais geração de emprego e renda, bem como com mais alegria, diversão e arte”, destacou Thiago Muniz.

Fonte | Assessoria

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 2 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *