Principal acesso para a lendária estrada-parque Transpantaneira, porta de entrada para o Pantanal Mato-grossense, o município de Poconé vem intensificando as ações de combate aos focos de queimadas que atinge a região.  Equipe de fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente está unida com uma força-tarefa para diminuir os incêndios que já devastaram mais de 100.000 hectares de vegetação do bioma mato-grossense.

De acordo com a secretária do Meio Ambiente, Danielle Assis Carvalho, Poconé já conta com uma base descentralizada dos Bombeiros Militares, onde a Prefeitura Municipal arca com a hospedagem e alimentação de quatro brigadistas que alternam seus dias de trabalho. Mas, devido à grande proporção das queimadas foi preciso intensificar o número da equipe.

Daniele explica que já era previsto que o ano de 2020 seria crítico, devido à estiagem. Desde o final de 2019 os pesquisadores perceberam a redução das chuvas na região de Poconé, o que já era preocupante, pois a região não teve o período de cheias, característica da região pantaneira.

O Município, por meio do prefeito Tatá Amaral (DEM), não mede esforços para ajudar no combate às queimadas, fornecendo alimentação para os militares que atuam na área urbana e rural, hospedagem para militares das Forças Aérea e da Marinha e para os brigadistas do estado do Mato Grosso do Sul.

“Estamos aqui na retaguarda, disponibilizamos dois caminhões pipa, que chegam a fazer dez viagens por dia transportando água, seja na área urbana ou rural, no abastecimento das aeronaves para o combate aéreo, também salvando os animais, fornecendo água para eles nas pontes da Transpantaneira. Criamos um depósito de água para que eles possam matar a sede e fugir do fogo”, ressaltou.

Powered by Rock Convert

A secretária contou que foi instalado em Poconé, por iniciativa do Coronel Barroso, do Comitê do Fogo, um Centro de Triagem dos animais silvestres, onde foi criado uma ação emergencial em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), ONGS e veterinários voluntários, para resgatar os animais atingidos pelo fogo. “Sempre contando com o apoio da prefeitura, com fornecimento dos materiais para a construção da unidade e alimentação do pessoal que atua no local”, disse.

Além das ações desenvolvidas, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente vem orientando e alertando a população poconeana sobre os impactos causados pelas queimadas, como a fumaça que tomou conta da cidade e da região rural.

“Orientamos a população que não pratique esportes das 10h às 16h, que é o período mais quente, pois as ações das queimadas propagadas pelas chamas no Pantanal podem causar mais danos à saúde, que tomem bastante água, se hidrate e principalmente, que a população se conscientize e não ateia fogo em seu quintal, todos juntos somos capazes de combater essa triste realidade que estamos vivendo”, reforçou.

O município serve de apoio para as equipes do Corpo de Bombeiros, Forças Aéreas, juntamente com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema), Sesc Pantanal e produtores rurais.

Fonte | Assessoria   Foto | Secretaria Municipal do Meio Ambiente

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *