O evento, realizado pela Bayer, terá a presença da Ida Beatriz Machado, Dulce Ciochetta, Sonia Bonato, Andrea Duque, Normando Corral, e destacará as histórias inspiradoras da mulher no agronegócio

Hoje, as mulheres estão mais presentes na agropecuária brasileira: a cada dez chefes de fazenda, dois são do sexo feminino. O setor é a área de atuação com maior presença delas – o número de mulheres que lideram propriedades rurais no País cresceu de 12,68% (em 2006) para 18,64% (em 2017), de acordo com os dados do Censo Agropecuário 2017 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A participação é ainda maior quando somadas as que administram o estabelecimento agropecuário junto ao esposo, pai ou irmão: chega a 34,75%, o que representa mais de 1.7 milhão de mulheres chefiando a produção agropecuária no país.

É neste contexto, que a Bayer promove o Conexão Mulheres Sistema Famato (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso), no dia 9 de setembro (quarta), às 16h (horário de Brasília). O evento, que será online, debaterá a importância da evolução do papel e contribuição feminina para a agricultura brasileira.

Aberta as profissionais do setor interessadas, a iniciativa tem o objetivo de incentivar outras agropecuaristas a inscreverem a sua trajetória na terceira edição do Prêmio Mulheres Agro, por meio de histórias que são referência em liderança feminina no meio rural. Na conversa, as protagonistas serão: Dulce Ciochetta (MT) e Sonia Bonato, produtoras rurais e Embaixadoras da premiação em 2020, além da participação da Andrea Duque, palestrante e educadora, da Ida Beatriz Machado, moderadora e presidente do Sindicato Rural de Cáceres, e também Normando Corral, presidente da Famato.

Além do evento, a Bayer fará outros encontros virtuais, como o Conexão Mulheres Goiás, em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (10/09).

Prêmio Mulheres do Agro

A edição deste ano do Prêmio Mulheres do Agro está na sua reta final de inscrições. As interessadas ainda podem cadastrar a sua história na premiação até dia 15 de setembro. A iniciativa, idealizada pela Bayer, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), é destinada às mulheres que se destacam à frente da gestão de propriedades agrícolas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, e tem o objetivo de valorizar a atuação feminina no agro.

Para Dulce Ciochetta, que integra o time de palestrantes do Conexão Mulheres Cooperativas e é uma das vencedoras do Prêmio Mulheres do Agro 2018, na categoria Grande Propriedade, “nós estamos dando um show de criatividade, trabalho e esforço no campo. Como produtora rural, estou lisonjeada em ajudar a divulgar todas as boas ações que fazemos no setor, além de, sempre, incentivar agricultoras a contarem suas histórias. Sem dúvida, com mais esta ação, a Bayer e a Abag estão na vanguarda do reconhecimento da gestão feminina na agropecuária, fortalecendo e valorizando este trabalho inspirador”, comenta Dulce Ciochetta.

A premiação tem como tema “Gestão Inovadora” e reconhecerá iniciativas para boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental. As vencedoras serão reveladas no dia 27 de outubro durante o Congresso Nacional das Mulheres do Agronegócio, que terá formato digital em 2020, e será realizado entre 26 e 29 de outubro.

Agenda:

Data: 09/09 – Conexão Mulheres Sistema Famato

Horário: 16h (horário de Brasília)

Para saber mais sobre o Conexão Mulheres, acesse: premiomulheresdoagro.com.br

Sobre o Prêmio Mulheres do Agro

O Prêmio Mulheres do Agro é uma iniciativa idealizada, em 2018, pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e pela Bayer, para valorizar a importância do trabalho realizado pelas produtoras rurais, incentivando cada vez mais a gestão inovadora de mulheres no setor. O prêmio tem como tema Gestão Inovadora e reconhece empreendedoras rurais de pequenas, médias e grandes propriedades que seguem boas práticas agropecuárias e gestão sustentável com foco nos pilares econômico, social e ambiental como: uso racional de recursos naturais, aumento da eficiência da produção com gestão inovadora, projetos que permitam o desenvolvimento social da comunidade ou colaboradores da propriedade, bem-estar animal e valorização do capital humano.
Fonte | Assessoria
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *