Dois detentos e três servidores morreram em decorrência da doença.

Dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT) apontam que 1.081 presos e 302 servidores do sistema prisional foram infectados pelo novo coronavírus até o último sábado (22).

Conforme o levantamento, dois detentos e três servidores morreram em decorrência da Covid-19. Outros 446 presos e 188 trabalhadores foram curados da doença.

A Penitenciária Central do Estado (PCE), em Cuiabá, é o local onde foi registrado o maior número de casos. Foram 47 servidores e 363 detentos infectados na unidade.

As duas mortes em decorrência da doença entre presos ocorreram na Cadeia Pública de Alta Floresta. Os óbitos foram registrados em maio deste ano.

Já os três servidores vítimas da Covid-19 trabalhavam no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CRC), na PCE e na Cadeia Pública de Nova Mutum, respectivamente.

Desde a última segunda-feira (17), a Sesp-MT passou a priorizar a testagem em massa de todos os servidores da pasta, seja da sede quanto do sistema socioeducativo, penitenciário, Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros e Politec.

De acordo com a secretaria, até mesmo os casos assintomáticos podem passar pelos testes rápidos.

Os testes também são realizados entre os presos que apresentam sintomas. Em caso de confirmação, eles são isolados dos demais detentos.

Fonte | G1

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *