A Polícia Militar foi acionada e seguiu até a sede da Funai no município onde encontrou com o representante da autarquia, Joelson Avelino da Silva Kinizokemaece, que disse estar presente no dia da suposta tentativa de homicídio.

O gerente de uma fazenda em Campo Novo do Parecis, a 397 km de Cuiabá, foi preso após atirar em servidores da Fundação Nacional do Índio (Funai) que passavam na frente da propriedade rural nessa quarta-feira (8).

A Polícia Militar foi acionada e seguiu até a sede da Funai no município onde encontrou com o representante da autarquia, Joelson Avelino da Silva Kinizokemaece, que disse estar presente no dia da suposta tentativa de homicídio.

Ele contou aos policiais que na noite de quarta-feira ele e outros servidores estavam em uma caminhonete e passaram na frente da fazenda quando foram surpreendidos por tiros.

Os policiais seguiram com o representante da Funai até a fazenda, onde encontraram o gerente, que contou aos militares que escutou quando a caminhonete se aproximou da sede da fazenda com os vidros fechados e achou que eram ladrões de madeira.

O gerente disse que pegou uma espingarda e foi até a porteira e confessou que atirou, mas disse que a intenção era apenas assustar os ocupantes da caminhonete.

O homem foi levado para a Delegacia da Polícia Civil, que passa a investigar o caso.

Fonte | G1

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *