A construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) da região do Residencial Marechal Rondon foi retomada pela atual administração e, dentro em breve, deverá se constituir em mais um ponto de atendimento à saúde da população daquela região.

Com a sua atenção voltada praticamente para o segmento da saúde, nos últimos meses, a administração municipal vem dando sequência ao seu projeto de recuperação, reforma e construção de novas unidades de saúde nos quatro quadrantes da cidade, incluindo a zona rural.

Por isso, percebendo a necessidade das comunidades do referido residencial, bem como as adjacentes que vão se referenciar na UBS para atendimento de saúde, a prefeitura municipal retomou no início do mês de maio a construção da unidade, utilizando recursos próprios do município na ordem de R$ 797,592,75. Conforme o departamento de engenharia da Secretaria de saúde, as obras que estão sendo edificadas na “Rua Airton A. de Santana, Quadra 36-S/N, no Conjunto Habitacional Marechal Rondon, tem um prazo de sete meses para a conclusão.

DEPENDÊNCIAS

Conforme o departamento de engenharia, a UBS terá: 01 Consultório de odontologia, 01 Sala de inalação, 02 Consultórios / acolhimento, 02 Consultórios com W.C, 01 Sala de Vacinas, 01 Recepção, 02 W.C’s PCD para uso público, 01 W.C para uso de funcionários, 01 Depósito de material de limpeza, 01 Almoxarifado, 01 Esterilização;, 01 Expurgo, 01 Sala de administração e uma Copa.

Ainda conforme a secretaria de saúde, em cerca de 60 dias de obra, os trabalhos se encontram com aproximadamente 40% de execução, e vêm apresentando um ritmo acelerado referente ao cronograma primário da obra.

No entanto, é preciso frisar que, como as demais unidades que estão sendo reformadas, ampliadas e, construídas, a UBS do Marechal Rondon também será dotada de todos os equipamentos necessários ao desenvolvimento da sua função, que é atender a saúde pública da região. Mas, para isso estará dotada de uma estrutura totalmente adequada, com ambiente climatizado, que vai propiciar conforto e comodidade, não apenas aos usuários, mas, sobretudo, aos servidores que vão prestar serviço no local.

A preocupação da prefeitura nesse momento em não deixar parar as obras iniciadas é para poder estruturar a rede pública de saúde, urgenciando as obras mais prementes, principalmente aquelas que fazem parte da estrutura de atendimento às eventuais vítimas de contaminação do Coronavírus (Covid-19), para que assim que essa pandemia passar, a rede de saúde da cidade esteja reestruturada e pronta para dar seguimento aos atendimentos básicos de saúde.

Mas, talvez o ponto mais importante desse fato é que teremos uma cidade melhor estruturada, sobretudo no que tange a ampliação e melhoria na rede publica de saúde, que estará toda readequada, modernizada e pronta para atender nossa população.

Esse talvez seja o legado mais importante dessa administração, que mesmo diante de tantos desafios, não deixou de investir na estrutura do município, buscando sempre a melhoria no atendimento às demandas da sua população.

Fonte e foto | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *