O Comitê de Crise para Supervisão e Monitoramento dos Impactos da Covid-19, coordenado pela Casa Civil, completou nesta quarta-feira (24), 100 dias de trabalho no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

Confira o resumo das ações:

O Sistema Único de Saúde (SUS) foi fortalecido com reforço nas equipes de médicos e outros profissionais de saúde, além de insumos, medicamentos, ventiladores pulmonares, testes de diagnóstico, habilitações de leitos de UTI para casos graves e gravíssimos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIS) para os profissionais de saúde.

– Foram habilitados 8.674 leitos de UTI exclusivos para pacientes grave e gravíssimos de Covid-19, além de leitos de cuidados intermediários e 499 leitos em Hospitais de Pequeno Porte. Um investimento de mais de R$ 1 bilhão. Também foram distribuídos para todos os estados 4.435 ventiladores pulmonares em todo o país. Desse total, 2.510 são de UTI e 1.925 de transporte, que também podem ser usados em unidades intensivas.

– Estados e municípios receberam 11,3 milhões de unidades de medicamentos para auxiliar no tratamento do coronavírus, 115,2 milhões de EPIS, 10,6 milhões de testes de diagnóstico para Covid-19 e 79,9 milhões de doses da vacina contra a gripe, que ajuda a diminuir casos de influenza e demais síndromes respiratórias no meio dos casos de coronavírus.

– Mais de 170 mil cestas de alimentos foram doadas para povos e comunidades tradicionais desde a instituição do Comitê e outras 323 mil ainda serão disponibilizadas. O Plano de Contingência para Populações Vulneráveis prevê o investimento de R$ 4,7 bilhões.

– Mais de 1.890 serviços federais podem ser acessados, sendo que 156 foram digitalizados durante a pandemia. Também foi criada plataforma Todos por Todos com mais de 800 serviços doados ou liberados em caráter emergencial em dois meses de funcionamento.

– O Auxílio Emergencial, lançado em abril, já beneficiou 64,1 milhões de brasileiros e já creditou R$ 87,8 bilhões. O benefício de R$ 600 para desempregados, autônomos e informais de baixa renda está sendo fundamental para evitar o colapso de milhões de famílias, que ficaram sem rendimento durante o isolamento social.

– Logo nos primeiros sinais da pandemia, foi criado o Programa Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm). Uma medida que, até o momento, preservou mais de 11 milhões de empregos. O programa oferece medidas trabalhistas como a redução proporcional de jornada de trabalho e do salário ou a suspensão temporária do contrato de trabalho.

– Ainda pensando na economia brasileira, o Governo Federal criou o Fundo Garantidor de Operações (FGO) – linha de crédito concedida no âmbito do Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). A linha recebeu aporte do Tesouro Nacional no valor de R$ 15,9 bilhões, que está disponível nas agências bancárias das instituições que se cadastraram. O crédito garante o apoio a mais de 4,5 milhões de micro e pequenas empresas que necessitam de capital de giro.

– O Governo Federal garantiu o abastecimento de alimentos, e as exportações de alimentos apresentaram ótimos resultados. A atual safra de grãos (2019/2020) chegou a 251,9 milhões de toneladas, um ganho de 9,9 milhões de toneladas em comparação à safra passada (2018/2019).

– Em um grande esforço humanitário, foram repatriados mais de 25,6 mil brasileiros vindos de 94 países.

Fonte | Governo do Brasil

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *