Utilizar máscara de proteção, lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool 70% e manter distanciamento de 1,5m entre as pessoas e o isolamento social são medidas que todos devem seguir para diminuir a transmissão do coronavírus e foram as primeiras orientações do Governo do Estado para prevenir a disseminação da doença em Mato Grosso.

No entanto, nas últimas semanas, o Estado tem visto o número de casos confirmados e de mortes crescer exponencialmente. Na sexta-feira (19.06), o Boletim Informativo da Secretaria de Saúde apontava 8.725 confirmações de pacientes com coronavírus e 322 óbitos causados pela doença.

Entre diversas ações, a mais recente medida estabelecida pelo governo foi a classificação de risco, que vai orientar os municípios na adoção dos critérios para diminuir a transmissão da Covid-19. A tabela é dividida em quatro níveis: muito alto (vermelho), alto (laranja), moderado (amarelo) e baixo (verde), que levam em conta a taxa de ocupação dos leitos de UTI e o índice de crescimento da doença naquele município. Mais informações podem ser conferidas AQUI.

Por outro lado, cabe à população a manutenção de cuidados, como evitar aglomerações, higienização das mãos, uso da máscara de proteção em locais com circulação de pessoas e isolamento social, principalmente, das pessoas consideradas grupos de risco (mais de 60 anos, hipertensos, diabéticos, obesos, entre outras comorbidades). Veja as orientações de um especialista para os cuidados com a máscara AQUI.

A manutenção desses cuidados é importante, principalmente, para diminuir a curva de contágio da covid-19, impactando menos na rede de saúde pública, já que com menos pessoas doentes, menor a necessidade de leitos hospitalares. Mesmo assim, o governo tem ampliado o número de leitos, tanto de UTI quanto de enfermaria, para garantir o atendimento à população. O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, alertou para o colapso na rede de saúde, caso população e Poder Público não façam cada um a sua parte AQUI.

Ampliação dos leitos de UTI

O governo triplicou a capacidade de leitos de UTI em três meses de pandemia. Na Região Metropolitana, por exemplo, em janeiro eram apenas 40 Unidades de Terapia Intensiva, e agora serão 120 leitos de UTI, sendo 50 já disponíveis no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, e 40 no Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, onde mais 30 leitos estão em processo de abertura.

Hospital Metropolitano em VG
Créditos: Christiano Antonucci

No interior, são ampliados leitos nos Hospitais Regionais e mais de 100 UTIs deverão ser disponibilizadas nas próximas semanas.

Além disso, o governo está fechando parcerias com as prefeituras municipais para garantir a abertura de mais UTIs. Com a medida, o valor pago por uma Unidade de Terapia Intensiva será melhorado, já que será custeado parte pelo Ministério da Saúde e parte pela administração estadual, chegando a um valor total de R$ 2 mil.

Lei obrigatória

Como o uso da máscara de proteção é apontado como uma das formas de evitar a disseminação do vírus, já que diminui a propagação de partículas virais, o Estado foi o primeiro a tornar obrigatório o uso do equipamento em estabelecimentos públicos e privados, através de lei.

Para facilitar o acesso ao equipamento, o governo distribuiu mais de 50 mil máscaras aos servidores públicos e à população e em locais com grandes concentrações de pessoas.

Governo faz ação simultânea e entrega máscaras em 17 municípios de MT
Créditos: Tchélo Figueiredo – SECOM/MT

Nos estabelecimentos em que pessoas forem flagradas sem máscara, será cobrada multa de R$ 80 por pessoa. Denúncias também podem ser feitas através dos telefones 190 e 0800 65 3939.

Ações sociais

As ações sociais para diminuir o impacto da doença na vida das famílias carentes foram consolidadas desde a distribuição de cestas básicas e marmitas, até a isenção e prorrogação no pagamento de impostos.

A campanha Vem Ser Mais Solidário, coordenada pela primeira-dama Virginia Mendes, deverá entregar mais de 1 milhão de cestas básicas em todo o Estado, uma vez já ter arrecadado o montante de R$ 5 milhões em doações, em pouco mais de dois meses de atuação. Até o momento, mais de 55 mil cestas básicas já foram distribuídas em todos os municípios.

Governador e primeira-dama entregam cestas básicas da campanha Vem Ser Mais Solidário
Créditos: João Milano Reis

O governo ainda isentou as famílias carentes do pagamento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da energia elétrica. Além disso, os motoristas ganharam um fôlego com a prorrogação até o final do ano do pagamento do IPVA.

Suspensão das aulas

As aulas na rede pública de ensino estão suspensas desde o dia 23 de março. A medida também busca prevenir o contágio do coronavírus e para que os alunos não tenham o período escolar comprometido, o governo tem disponibilizado atividades virtuais e apostilas para aqueles que não tem acesso à internet.

Alunos da rede estadual estudam em casa por plataforma digital – APRENDIZAGEM CONECTADA – e por material impresso
Créditos: Tchélo Figueiredo – SECOM/MT

Durante esse período, os alunos inscritos no Bolsa Família ainda recebem kits de alimentação escolar. Mais de 300 mil kits já foram entregues às famílias em dois meses.

Fonte | Governo de MT

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta