Para vice-presidente, não há ‘nenhum motivo’ para preocupação após as falas do presidente

O vice-presidente Hamilton Mourão minimizou nesta segunda-feira (4) a participação de Jair Bolsonaro em um novo ato antidemocrático e afirmou que o presidente não vai ultrapassar os limites estabelecidos pela Constituição. O general também pediu mais “harmonia” entre os Poderes, fazendo referência à decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu a nomeação do delegado Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal.

O general Mourão afirmou que não há “nenhum motivo” para preocupação após as falas do presidente Bolsonaro de que não vai mais “admitir interferência” e que “daqui para frente não tem mais conversa”. “O presidente tem o compromisso que ele jurou defender a Constituição e ele não vai ultrapassar esses limites. Ele deixa isso bem claro e eu acho que a gente tem que se balizar muito mais pelas ações do que muitas vezes palavras que são ditas em algum momento de maior exaltação”, disse Mourão em entrevista à Rádio Gaúcha.

Sobre a afirmação de Bolsonaro de que as Forças Armadas estão ao lado do governo, Mourão afirmou que a instituição se considera um elemento do Estado brasileiro. “Quando o presidente fala em apoio das Forças Armadas, é o apoio institucional à pessoa dele como chefe de Estado e chefe de governo”, disse.

Mourão não fez críticas diretas, mas pediu mais “harmonia” entre os Poderes ao comentar a decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes, que suspendeu a nomeação de Alexandre Ramagem para a PF. “Os Poderes têm que buscar se harmonizar mais e entender o limite da responsabilidade de cada um”, declarou. “Na minha visão, eu julgo que é responsabilidade do presidente da República escolher seus auxiliares, que a gente goste ou não.”

‘Discórdia e intriga’

O general Hamilton Mourão reforçou o tom da entrevista concedida à Rádio Gaúcha em uma postagem no Twitter. O vice-presidente falou em “discórdia e intriga” que “turvam” o ambiente nacional, ressaltou que “ninguém irá descumprir a Constituição” e que “cada Poder tem seus limites e responsabilidades”.

Fonte | R7  Foto | UesleiMarcelino

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *