Afirma que todas as medidas restritivas tomadas contribuíram para que este cenário não se concretizasse. “Torcemos para que continue assim e que não tenhamos o mesmo que acontece hoje no Amazonas”, se referindo ao colapso na saúde enfrentado pelo estado vizinho.

O secretário enfatiza que o Estado está em condições de receber pacientes pois teve um tempo para correr contra o relógio.

Fonte | RMT

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *