Funcionamento de academias, feiras livres, e o consumo em restaurantes, lanchonetes, conveniências e bares está suspenso.

Powered by Rock Convert

Empresários e representantes se reuniram, nessa quinta-feira (16), na Praça da Catedral, em Sinop, a 503 km de Cuiabá, para protestar contra a decisão judicial que suspendeu o funcionamento de parte do comércio no município.

Após a manifestação na praça, os comerciantes saíram em carreata pelas ruas da cidade.

A decisão do desembargador Márcio Vidal do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) foi concedida na terça-feira (14) e suspendeu o funcionamento de academias, feiras livres, e o consumo em restaurantes, lanchonetes, conveniências e bares.

A medida ter por objetivo evitar a propagação do novo coronavírus. Sinop tem 12 casos confirmados da Covid-19. Em todo o estado, são 156 confirmações e cinco mortos pela doença.

Em nota, a Prefeitura de Sinop informou que vai cumprir a decisão.

Esse tipo de atendimento pode ser feito, como já acontece em Cuiabá, apenas para entrega no local ou em casa.

No entanto, os empresários acreditam que a medida pode prejudicar a economia do município e pedem pela reabertura do comércio. Eles usaram um carro de som para pedir o apoio dos moradores.

Fonte | G1   Foto | Reprodução

Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *