Segundo o estudo, por cada repreensão, um professor deve dar três ou quatro elogios ao seu aluno. Os especialistas investigaram durante três anos, cerca de 151 turmas em 19 escolas primárias diferentes nos Estados norte-americanos do Missouri, Tennessee e Utah, observando a interação dos professores com um total de 2.536 alunos entre 5 e 12 anos, desde o jardim de infância até ao sexto ano.

Os especialistas concluíram então que quanto mais elogios os professores davam aos seus alunos, mais melhorias na cooperação e atenção existia da outra parte. Aqueles que mais elogiaram os seus alunos viram até 30% mais comportamentos positivos dos alunos comparativemente a outros professores.

Paul Caldarella, um dos professores que faz parte da investigação, afirma, em declarações à CNN,  que mesmo nas situações em que existam tantas repreensões como elogios, “o bom comportamento dos alunos em tarefas atingiu 60%”, no entanto “os professores que aumentaram a proporção entre elogios e repreensões para 2: 1 ou mais, obtiam melhorias na sala de aula por parte dos alunos”.

Fonte | Sol  Foto | Reprodução

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *