Garantir às crianças e aos adolescentes desenvolvimento de valores através da prática de esportes, ensinando-lhes não apenas equilíbrio postural, resistência e controle muscular, mas também respeito ao próximo, autocontrole, foco e persistência são alguns dos benefícios perseguidos pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) ao proporcionar a estudantes de sete a 17 anos a possibilidade de escolherem entre as sete modalidades do cardápio do  Projeto Mais Esporte, Mais Cidadania ofertado pela Prefeitura Municipal aquelas que lhes provoquem interesse.

Futebol de campo, handebol, vôlei de quadra e de areia, basquete, judô e futsal são as opções disponíveis distribuídas ente os 39 polos do município. Ao integrarem uma equipe, além de não ficarem sem uma atividade que os ocupe no contraturno escolar, esses alunos permanecem em ambiente seguro enquanto aprendem um esporte, já que, em casa, sozinhos enquanto os pais trabalham, estariam sem qualquer supervisão ou orientação.

Somente no ano passado, integraram os times do Mais Esporte, Mais Cidadania aproximadamente 1.200 alunos, segundo a gerente do Departamento de Esporte e Lazer da Smel, Roseane Prado. Ela frisa as vantagens de participar do programa: “A idade em que essas crianças e jovens se encontram é aquela em que elas, quando não estão na escola, ficam ociosas à procura de algo a fazer que lhes dê prazer. E é aí que o Poder Público entra ao lhes proporcionar uma atividade atrativa para que elas gostem e permaneçam”. Assim, o programa estimula não apenas aptidões físicas, mas também qualidades morais.

Apesar do intuito do projeto ser social, propiciando a inclusão de estudantes que, de outra forma, estariam em situação de vulnerabilidade que poderia abrir caminho para a criminalidade e as drogas, o Programa Mais Esporte, Mais Cidadania, em alguns casos, acaba apontando vocações.

Roseane lembra que, das turmas anteriores, já despontaram diversos talentos. “Dessas escolinhas municipais já saíram, inclusive, atletas de ponta que foram contratados por clubes esportivos. Mesmo tendo como objetivo o social, e não o rendimento, sempre existem aqueles que se destacam”, comenta a gerente e completa: “Na verdade, o Mais Esporte, Mais Cidadania é uma oportunidade dos participantes aprenderem mais sobre cada modalidade e, também, sobre regras, disciplina, respeito ao oponente, ajuda mútua, trabalho em grupo, além de se sociabilizarem, porque observamos que muitos começam retraídos, mas, em pouco tempo, se soltam e se integram”. Como única condição para participar do projeto, Roseane enfatiza que é preciso estar assistindo as aulas em uma escola, seja pública ou particular.

Aqueles que quiserem se inscrever podem procurar a Smel na Rua Otávio Pitaluga 20.007, La Salle II munidos de comprovante de residência e de frequência escolar, e, ainda, certidão de nascimento ou RG ou CPF. Qualquer dúvida pode ser sanada pelo telefone 3411-4327.

Fonte | Assessoria  Foto | Divulgação

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *