Com o aumento do número de casos de dengue em Rondonópolis, a Prefeitura novamente chama a atenção da população para os cuidados básicos dentro de casa para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti. O período chuvoso contribui para que locais inusitados acumulem água e virem local propício para os mosquitos depositarem suas larvas.

Desde o começo do ano até ontem (12) já foram confirmados 160 casos de dengue e mais 300 notificações de pacientes com suspeita da doença. Para a gerente do departamento de saúde coletiva do município, Gil Machado, esses números são suficientes para a população se atentar para o risco que a picada do mosquito contaminado pode trazer.

“A população é a principal agente na luta pelo extermínio do mosquito. Por isso fazemos um apelo para que todo morador receba os agentes de endemias em casa. É preciso ficar atento pois qualquer objeto, móvel velho descartado, brinquedo jogado no quintal de casa pode acumular água, local ideal para a proliferação do mosquito”, ressaltou Gil Machado.

Na semana passada todos os profissionais das vigilâncias ambiental, sanitária, epidemiológica, da saúde do trabalhador participaram da reunião junto com outros técnicos da Secretaria Municipal de Saúde para discutir em conjunto e trabalhar de forma integrada. Dessa forma, quando se confirma um caso de dengue, é feito o bloqueio mecânico do local onde o paciente mora e também o bloqueio de nove quarteirões conforme protocolo.

Dengue grave (hemorrágica)

Na noite desta quarta-feira (12), um homem de 36 anos veio a óbito em decorrência da dengue grave (hemorrágica). O paciente deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no último dia 7, sendo que o exame a princípio foi detectada dengue clássica. Após sofrer complicações, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional no dia 9. A Vigilância Epidemiológica do município ainda investiga a associação de outras doenças que podem ter agravado o quadro do paciente.

No começo desta semana a Vigilância Ambiental já havia sido acionada para tomar as medidas da prevenção para garantir a saúde dos moradores das residências próximas à casa do paciente.

Fonte e Foto | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *