Polícia vai investigar a atuação de um suposto pai de santo que entrou em contato com duas menores pelo WhatsApp relatando que haviam feito no terreiro dele rituais contra elas. E, para ‘quebrar’ o ritual, orientou que elas ficassem nuas e tomassem banho de sal grosso, mas tudo isso em chamada de vídeo com ele orientando. O caso foi registrado na Baixada Cuiabana.

De acordo com as informações apuradas pelo , as menores de 15 anos só ficaram sabendo que tinham sido vítima do mesmo suspeito na quarta-feira (15), quando estavam na igreja na companhia dos pais. Em seguida, a mãe de uma delas procurou a polícia para denunciar o caso. Consta que elas receberam a ligação no último sábado (11).

O suspeito dizia ser pai de santo e que alguém da família dela foi até o terreiro e fez um ritual para que todos os cabelos dela caíssem, para a mãe morrer e que ela andasse de cadeira de rodas. Em seguida, a menina já em pânico, recebeu uma chamada de vídeo do suspeito, que a orientou a tomar banho de sal grosso para ‘quebrar’ o trabalho feito contra ela.

Assustada, ela correu para a casa da vizinha onde pediu ajuda para o banho. Quando a mãe foi procurar a filha, entrou na casa da vizinha, a encontrou nua na vídeo chamada com o suposto pai de santo. Ela puxou a menina e a levou para casa.

A semana passou e na quarta-feira (15), quando a família estava na igreja, acabaram comentando sobre o ocorrido com um grupo de amigos e tomaram um susto ao descobrirem que outra adolescente de 15 anos havia sido vítima do mesmo suspeito.No entanto, a menina desligou o telefone e não seguiu a orientação do homem. Ele ainda teria feito ameaças para ela, que passou a ignorar as ligações.

Polícia recebeu o registro da ocorrência e vai investigar o caso. As jovens negaram conhecer o homem que fez as ligações. O telefone dele já foi repassado aos investigadores.

Fonte | Gazeta Digital

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *