Josenildo Martins (PSL) e João Neto da Silva (PHS) respondem a uma ação civil pública por improbidade administrativa e foram denunciados pelos crimes de peculato, concussão e associação criminosa.

A Justiça de Mato Grosso determinou o afastamento dos vereadores de Itiquira, a 359 km de Cuiabá, Josenildo Martins (PSL) e João Neto da Silva (PHS) dos cargos. Segundo o Ministério Público (MP-MT), os dois são suspeitos de exigir parte dos salários de servidores para mantê-los nos cargos comissionados.

Os dois respondem a uma ação civil pública por improbidade administrativa e foram denunciados pelos crimes de peculato, concussão e associação criminosa.

De acordo com a denúncia, os parlamentares praticavam a popular ‘rachadinha’ e cobravam parte da remuneração dos servidores por eles nomeados como condição para permanência no cargo.

O crime foi descoberto depois de reuniões com os servidores da Câmara para explicar as consequências de crimes contra a administração pública, praticados em repartições públicas.

Após a reunião, realizada em julho, alguns servidores da Câmara procuram a promotoria para denunciar o caso.

Segundo a Câmara de Itiquira, os dois vereadores já foram afastados e os respectivos suplentes devem assumir as cadeiras vagas nesta terça-feira (3).

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

One Reply to “Dois vereadores são afastados suspeitos de exigir parte dos salários de servidores”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *