O aviso de resultado foi publicado nesta quinta-feira (29) no Diário Oficial do Estado; Secretário de Infraestrutura quer agilidade para o início das obras

Encerrado o prazo legal de recurso, a empresa ENPA Engenharia e Parceria Eirelli foi considerada vencedora da licitação para a execução das obras de restauração do Anel Viário de Rondonópolis (217 km de Cuiabá). O resultado foi adjudicado e homologado pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, e publicado no Diário Oficial que circulou nesta quinta-feira (29). O valor total apresentado pela construtora para realização dos serviços é de R$ 5,947 milhões, uma economia de 20% em relação ao custo previsto em edital, de R$ 7,683 milhões.

O certame teve início no dia 25 de julho de 2019 e durou pouco mais de 30 dias, como previsto pela Comissão Permanente de Licitação (CPL), da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística. “O processo foi célere e obedeceu a todos os prazos legais de uma licitação, com a maior transparência possível. Todos os atos foram publicados no Diário Oficial e disponibilizados no site da sinfra”, afirmou a presidente da Comissão de Licitação, Adriana Silveira Henrique.

Leia também: Licitação Do Anel Viário De Rondonópolis Atinge Economia De R$ 1,736 Milhão

No total, seis empresas participaram da concorrência pública. Duas delas foram inabilitadas e outras quatro foram habilitadas e tiveram a proposta de Preços abertas e avaliadas pela Comissão, tendo sido vencedora a empresa que ofertou menor preços para execução dos serviços.

A partir de agora correm os trâmites para assinatura do contrato, onde serão atualizadas as certidões, e a empresa vencedora deverá apresentar a garantia contratual. Após a assinatura do Contrato a ordem de serviço será expedida em no máximo 15 dias após a publicação em Diário Oficial do extrato de contato, conforme edital.

A obra de recuperação do Anel Viário de Rondonópolis contempla a recuperação de 16 quilômetros das rodovias MT-483 e MT-270, nos entroncamentos da BR-163, margeando a cidade. De acordo com o edital de licitação, os serviços previstos no projeto devem ser realizados no prazo de oito meses (240 dias), com vigência de contrato projetada para 330 dias.

O secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, destaca que essa obra é prioritária para o Governo do Estado e que será acompanhada de perto. “Pedimos à empresa que após a assinatura de contrato realize a mobilização imediatamente para o início das obras. A recuperação do anel viário trata-se de um serviço que merece urgência por ser uma grande demanda da sociedade de toda região Sul de Mato Grosso”, argumentou o titular da Sinfra.

Fonte | Governo MT

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *