Educador foi levado para unidade de saúde; Polícia Civil investigará o caso

Um professor de engenharia do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), nome não informado,  teve um “surto” e trancou pelo menos três alunos, do curso de Agrimensura, numa sala de aula na manhã desta sexta-feira (10), no campus no Centro de Cuiabá. As informações foram confirmadas pela assessoria do IFMT.

A Polícia Militar foi acionada por funcionários da instituição, a equipe do 10º Batalhão, da Companhia do Ribeirão do Lipa e da Rotam foram deslocadas para a instituição de ensino.

No local, o professor estava portando um machado, afiando uma estaca de madeira. Os policiais dialogaram com o educador, que já estava calmo e se entregou sem oferecer resistência.

Uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) esteve no local e levou o professora para uma unidade de saúde. Familiares dos alunos também estiveram no local e se deslocaram para delegacia para registrar a ocorrência. A Polícia Civil vai investigar o caso.

A assessoria informou que o diretor-geral da instituição, Cristovam Albano da Silva, prestou todo apoio aos alunos e agora deve aguardar o desdobramento do caso para se posicionar quanto ao possível afastamento do professor. “Ele estava passando por problemas e depressão”, informou uma fonte.

Nota de esclarecimento

A Equipe de Gestão do Campus Cuiabá Cel. Octayde Jorge da Silva vem esclarecer a comunidade escolar sobre os fatos ocorridos dentro do campus no dia de hoje, 10, com um dos seus professores da área de Geoprocessamento:

1. O professor ministrava aulas normalmente dentro do laboratório de Geotecnologias para quatro alunos quando foi acometido de um surto, situação que já vinha sendo acompanhada setor de psicologia do campus. (ver nota dos profissionais de Psicologia do Campus em anexo)

2. O laboratório é equipado com ferramentas utilizadas nas aulas práticas dos cursos de Técnico em Agrimensura e Tecnólogo em Geoprocessamento, como a machadinha e o facão que são utilizadas para fazer estacas de madeiras, denominadas piquetes, para que nas aulas de campo da disciplina de Topografia os alunos marquem os pontos a serem georreferenciados com o teodolito.

3. Quando em surto, em nenhum momento o professor agrediu ou tentou agredir os alunos. Ele trancou a porta do laboratório e um dos alunos acionou o setor responsável para que viessem socorrer o professor, que não estava bem. O docente é mestre em Geografia e reconhecido entre os colegas e alunos como excelente profissional, que atua no IFMT Campus Cuiabá há mais de cinco anos com zelo e dedicação ao trabalho de educador.

4. A Equipe de Gestão do Campus ao saber da situação imediatamente acionou os profissionais de psicologia, e procurou abrir a porta do laboratório de Geotecnologia para que os alunos pudessem sair e o professor, ser atendido pelo SAMU. Os familiares do professor e dos alunos foram chamados bem como a PM para que fosse garantida a segurança dos alunos e do professor já que o fato tomou dimensões incertas, especialmente nas mídias digitais.

5. O professor foi sedado pela equipe médica e levado a uma Policlínica. Os alunos e os pais dos alunos foram chamados e conduzidos à Delegacia para prestar depoimento e registrar Boletim de Ocorrência. O campus colocou à disposição o setor de psicologia para continuar o atendimento ao professor, aos alunos e aos pais.

6 Para evitar que aumentasse a preocupação dos familiares dos alunos as aulas foram suspensas no dia de hoje.

Qualquer outra informação no 3318-1404

Fonte | Folhamax

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *