‘Militar nunca defendeu diferença de salários’

O PSL tenta reverter a rejeição de seu candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, junto ao público feminino. O partido publicou nesta 6ª feira (14.set.2018) vídeo em que afirma que o militar nunca defendeu remunerações diferentes para homens e mulheres.

O vídeo mostra o trecho de uma entrevista. “O empresário prefere o homem a mulher”, afirma Bolsonaro.

Indagado sobre a opinião sobre salários maiores a mulheres, respondeu: “Sem problema nenhum. É competência. Não vou pagar mais para um homem só porque é homem e menos para você mesmo sendo mais competente”.

“O assunto era ‘porque ‘ A mulher por ter um direito trabalhista a mais, o empregador”

Partido Social Liberal – PSL

@PSL_Nacional

Bolsonaro já disse, no entanto, que entendia o motivo para pessoas do sexo feminino ganharem menos por funções semelhantes. Durante entrevista ao Superpop em 2016, ele argumentou que mulheres têm direito trabalhista a mais –a licença à maternidade. Também afirmou que não concederia salários equivalente.

“Não empregaria com o mesmo salário. Mas tem muita mulher que é competente”, falou.

Nos debates, o candidato disse que a equiparação de remuneração entre salários está na legislação e que não cabe ao governo interferir em empresas privadas.

BUSCA POR VOTOS

Jair Bolsonaro aparece com pouco apoio entre as mulheres nas pesquisas de intenção de voto. Aparece com 43% de rejeição no último Datafolha, de 23 de agosto.

A relação com o eleitorado feminino tem sido explorada por adversário. O candidato pelo PSDB, Geraldo Alckmin, divulgou no início do mês um vídeo em que mostra o adversário Bolsonaro em 3 situações de enfrentamento com mulheres, de maneira ofensiva.

Fonte | El País

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *