Estudar e, ao mesmo tempo, realizar atividades inovadoras é a proposta do projeto de cultivo de hortas nas escolas implementado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). Por meio do programa, cerca de 200 alunos da rede pública de ensino de Rondonópolis, que têm entre sete e 14 anos, além de professores e funcionários das escolas municipais e também comunidade dos bairros, aprendem cuidados necessários para o plantio e a colheita de hortaliças e verduras.

Idealizado pelas secretarias de Agricultura e de Educação junto com o Sindicato dos Produtores Rurais de Rondonópolis, o projeto está em curso desde o início de 2018. “Através do programa, nos cedemos adubo, sementes e profissionais que dão orientação sobre a produção e o transplante de mudas para o canteiro definitivo, a adubação e a colheita”, descreve o gerente do Núcleo de Produção da Secretaria de Agricultura, Marcelo Shindi Iwassake.

Implantação de canteiros baixo e suspenso e aplicação de hidroponia são algumas das práticas aprendidas por quem participa do programa. Os conceitos são transmitidos por engenheiros agrônomos e técnicos agrícolas da Pasta, que dão o suporte durante todo o processo de produção.

Mais um benefício do projeto é que a comunidade passa a consumir o que ela própria produz, assegurando-se de que estão ingerindo um alimento nutritivo e livre de defensivos agrícolas, conforme observa Marcelo: “Na escola, os alunos vão comer os produtos que plantaram. Isso significa a garantia de um alimento seguramente saudável, pois eles sabem sua procedência e que ele não recebeu agrotóxicos, portanto é totalmente natural”.

Essa assistência técnica ofertada pela Pasta da Agricultura abre espaço nas escolas para um momento de lazer e socialização entre os participantes do projeto, ao mesmo tempo em que estimula na criança o gosto pelos cuidados ambientais. Para o secretário de Agricultura, Genilton Pereira, a capacitação agrega valor na vida daqueles que integram o projeto: “Com esse aprendizado, alunos, professores e comunidade escolar adquirem conhecimento para produzir tanto a horta convencional quanto a hidropônica. O método assimilado por eles vai favorecê-los tanto na economia doméstica quanto nas finanças pessoais, já que podem produzir o que vão comer, além de ser mais uma habilidade aprendida”.

O programa não se restringe ao ambiente escolar. Diretores e gestores de escolas, postos de saúde e entidades filantrópicas que desejem proporcionar mais esse conhecimento à comunidade pela qual são responsáveis podem solicitar sua inclusão no projeto por meio de ofício que deve ser encaminhado à Secretaria de Agricultura pelo e.mail agricultura.rondonopolis@gmail.com. Para obter outras informações basta ligar para 3411-5106 ou 3411-5109.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *