Vítima entregou R$ 33 mil para golpistas como suposta entrada para comprar imóvel. Golpistas também faziam a negociação para trocar apartamento por caminhão.

A Polícia Civil prendeu dois suspeitos de falsificar documentos para tentar negociar a venda de um apartamento e um caminhão. A vítima que seria a nova compradora do imóvel chegou a dar uma entrada de R$ 33 mil. As prisões foram no dia 30 de julho, em Cuiabá.

Segundo a dona de uma imobiliária, Cleide Lima, os golpistas ligavam e pediam que um corretor de imóvel fizesse uma avaliação em apartamentos, que eles estariam negociando.

“Eles disseram que estavam negociando com uma proprietária de Tangará da Serra (242 km de Cuiabá), e que eles estariam trocando o apartamento por um caminhão”, disse.

A negociação durou um mês e não levantou suspeita porque todos os documentos cobrados pela imobiliária foram entregues.

A compradora do imóvel chegou a dar entrada de R$ 33 mil. Faltava apenas uma assinatura para a liberação da carta de crédito de aproximadamente R$ 140 mil.

O prejuízo só não foi maior porque a dona do apartamento foi até a residência e encontrou um novo proprietário fazendo reparos no imóvel.

Os criminosos tentaram vender o apartamento com os documentos que a dona do local forneceu, porque também estava negociando com eles a troca do imóvel por um caminhão.

Pela internet, os golpistas escolheram a primeira vítima em um site de compra e venda, onde a proprietária do imóvel colocou o anúncio.

Além dos dois criminosos, outro suspeito foi detido no interior do estado.

A polícia investiga a possibilidade de outros integrantes participarem do golpe, como explica o delegado Victor Chab.

“Eles estavam entregando os documentos falsos. Ele também falsificou uma CNH e a autenticou. Foi apreendido também uma procuração falsa”, afirmou.

Fonte | G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *