Melhor visitante do Campeonato Brasileiro, Tricolor continua na caça ao líder Flamengo; Raposa perde a chance de entrar no G-6

 

CAÇA AO LÍDER

O São Paulo venceu o Cruzeiro por 2 a 0 na tarde deste domingo, no Mineirão, e se manteve na perseguição ao Flamengo pela liderança do Campeonato Brasileiro – tem dois pontos a menos. O Tricolor matou o jogo com dois gols em contra-ataques, de Diego Souza e Everton, um no primeiro e outro no segundo tempo. Com a derrota, a Raposa perdeu a chance de entrar no G-6.

 

MELHOR VISITANTE

Com a vitória em Belo Horizonte, o São Paulo se consolidou como o melhor visitante do Brasileirão, com 15 pontos em nove jogos – quatro vitórias, três empates e duas derrotas. Depois da Copa do Mundo, foram três partidas longe do Morumbi: vitórias sobre Flamengo e Cruzeiro, derrota para o Grêmio.

 

QUASE GOL

Aos 27 minutos do segundo tempo, quando o São Paulo ainda vencia por 1 a 0, o Cruzeiro teve a chance de empatar. Mas Barcos chutou no travessão um pênalti sofrido por Arrascaeta – quatro minutos depois, o adversário ampliou o placar…

 

MANO BRAVO

Aos 40 do primeiro tempo, Everton se chocou com Dedé e caiu no gramado, sentindo dores no braço esquerdo. Depois de receber atendimento, o jogador são-paulino ouviu uma ironia do técnico cruzeirense, Mano Menezes: “Achei que você tinha quebrado o ombro”…

 

BUÁÁÁÁÁÁ

Substituído pelo estreante Bruno Peres aos 19 minutos do segundo tempo, Nenê não gostou de sair do jogo. Além de mandar um “não entedi, professor” para o técnico Diego Aguirre, o meia ficou balançando a cabeça, contrariado, no banco de reservas. Contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada, já tinha feito coisa parecida…

 

<<      Continua depois da Publicidade      >>


 

PRIMEIRO TEMPO

O Cruzeiro ficou com a bola a maior parte da primeira etapa, 65%, e até que chegou na área do são Paulo, mas não conseguiu finalizar com perigo. Na maioria das vezes, só cruzou a bola – Sidão se mostrou inseguro em alguns lances. Aos 26 minutos, o São Paulo foi fatal: em contra-ataque perfeito, Rojas cruzou para Diego Souza abrir o placar, em toque de primeira. Depois disso, as ações se equilibraram, e o time da casa pressionou menos.

 

SEGUNDO TEMPO

Mano Menezes mexeu no Cruzeiro na tentativa de pressionar mais o São Paulo. Não teve a mesma força da etapa inicial, é verdade, mas teve a chance de empatar em cobrança de pênalti. Só que Barcos acertou o travessão. E, de novo no contra-ataque, assim como no primeiro tempo, o Tricolor decidiu a partida. Rojas achou Reinaldo livre na grande área, e o lateral deu assistência para Everton fazer 2 a 0, aos 31. Depois disso, o Cruzeiro foi todo para cima, mas não conseguiu reagir.

 

Fonte | GloboEsporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *