Emily Vitória, de apenas 3 meses, foi internada com problemas respiratórios e parentes dizem que saúde dela piorou no Hospital Salgado Filho, no Méier.

Morreu na manhã desta quarta-feira (25) a bebê Emiliy Vitória, de apenas 3 meses. A criança esperou 15 dias para ser transferida de um quarto com mofo nas paredes, no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na Zona Norte.

A situação do quarto do bebê no Salgado Filho revoltou os pais. Emily foi internada com problemas respiratórios e, segundo parentes, a saúde dela ficou ainda mais fragilizada na unidade de saúde no Méier.

A vida de Emily dependia de uma transferência, que demorou e acabou virando caso de Justiça. Os pais da menina conseguiram uma liminar que determinou a transferência do bebê. Nesta terça-feira (24), ela foi levada para o Hospital Jesus, em Vila Isabel, também na Zona Norte.

Desolado, o pai de Emily, José Carlos, disse que a troca de unidade foi tarde demais. Ele afirmou à equipe de reportagem do RJ2 que as condições do quarto no hospital colaboraram para a piora da saúde da filha.

“Se tivesse conseguido isso mais rápio, acho que não tinha acontecido isso, né? (…) A situação daquele quarto no Salgado Filho, com aquele mofo também…”, lamentou José Carlos.

“A gente sai com a criança do quarto mofado com monte de velho doente do corredor. Você tem que sair com a criança no colo pra ir no terceiro andar, pra tirar sangue, pra fazer exame, fazer raio-x, tudo tem que passar no meio dos outros doentes com a criança! Isso não pode acontecer!”, acrescentou, indignado.

Fonte | G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *