Não adianta dominar o jogo e criar mais chances. O que vale, no fim, é a bola na rede. Romero foi mais eficiente que Barcos e acabou por definir a vitória do Corinthians por 2 a 0 sobre o Cruzeiro na Arena corintiana.

A vitória deixa o Corinthians em oitavo na tabela, com 22 pontos. O Cruzeiro é o quinto, com dois pontos a mais que o rival no Brasileiro.

 

Corinthians escapa sem sofrer gol

O Corinthians voltou a fazer um jogo sem muita inspiração no Brasileiro, apesar do apoio do torcedor. Logo no primeiro minuto, um erro na saída de bola quase custou caro ao time paulista. Barcos recebeu na área, pela esquerda, e cortou para o centro, finalizando no canto. Cássio salvou os donos da casa de um início desastroso.

Depois do susto, o Corinthians até se esforçou para equilibrar as ações, mas sem conseguir incomodar Fábio. As poucas emoções do primeiro tempo ficaram para o lado de Cássio.

Antes do intervalo, Cássio voltou a fazer boa defesa em chute forte de Lucas Romero, que ainda desviou levemente na defesa. Logo depois, o goleiro corintiano ficou apenas na torcida em cabeçada de Léo, que literalmente raspou a trave.

Romero artilheiro

O segundo tempo foi mais equilibrado. O Corinthians finalmente se acertou em campo e passou a levar perigo à área celeste. Acabou por ser mais eficiente também que os visitantes.

Com 17 minutos, Romero recebeu de Pedrinho na intermediária, puxou a marcação e abriu para Danilo na esquerda. O lateral cortou um defensor e bateu cruzado. Fábio defendeu, mas o rebote ficou com Romero, livre para empurrar para a rede.

O Cruzeiro reagiu e voltou a ser a melhor equipe em campo. No entanto, faltou qualidade na hora de finalizar. Em grande lance coletivo, Robinho cruzou na medida para Barcos, quase na primeira área, cabecear para fora.

O Corinthians voltou a se mostrar mais letal no ataque. Aos 35 minutos, Jadson cobrou falta no travessão. Na sobra, Romero ganhou de Manoel pelo alto e cabeceou para o segundo gol.

Barcos voltou a desperdiçar oportunidade logo após o 2 a 0. O atacante recebeu na área e bateu forte. A zaga salvou em cima da linha.

 

Fonte | oGol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *