Josafá Martins Barbosa (PP) está sendo investigado pela Polícia Civil por suspeita de abusar sexualmente da adolescente. Votação foi feita a portas fechadas e durou cerca de 5 horas.

A Câmara de Vereadores de Primavera do Leste, a 239 km de Cuiabá, cassou nesta terça-feira (22) o mandato do vereador Josafá Martins Barbosa (PP), suspeito de dar R$ 100 a uma adolescente de 13 anos em troca de sexo, em janeiro deste ano. O vereador negou as acusações de abuso sexual.

Dos 14 vereadores, 11 votaram a favor da cassação, dois se abstiveram e um foi contra.

A votação na Câmara foi feita a portas fechadas e durou quase 5 horas. Por envolver uma adolescente, o processo é sigiloso.

Josafá está sendo investigado pela Polícia Civil por suspeita de abusar sexualmente da adolescente.

À época, o caso veio à tona depois que os policiais militares foram chamados em comércio da cidade porque a adolescente tinha dado uma nota falsa de R$ 100 para o pagamento de uma conta.

Aos policiais, ela teria contado que recebeu o dinheiro do vereador pra manter relação sexual com ele.

A Polícia Civil abriu um inquérito para investigar o caso e chegou a pedir a prisão temporária dele à Justiça, mas o pedido não aceito.

O delegado responsável pela investigação não passou detalhes do inquérito.

Josafá já se envolveu em outas polêmicas. Em 2015, ele foi afastado do cargo por atrapalhar a investigação de uma operação que apurava supostas irregularidades na aquisição de serviços e equipamentos para a Câmara de Primavera do Leste.

Já em 2016, ele foi investigado por suspostos atos de corrupção na aprovação de loteamentos e compra de votos no município.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta