A disponibilidade de remédios nas farmácias municipais de Primavera do Leste atingiu média de 95%. Essa melhoria no abastecimento se deve ao empenho da atual gestão, que ao assumir o comando da Prefeitura Municipal, buscou meios para resolver o problema dos estoques que estavam com níveis bastantes críticos.

Dos 132 remédios básicos e de 23 medicamentos de controle especial, regularmente fornecidos pela Prefeitura, só está em falta o Omeprazol, Aminofilina CPD e Invermectina CPD w, no entanto, as compras desses itens já foram realizadas e a Secretaria de Saúde aguarda a entrega para realizar a distribuição às farmácias municipais. Outras medicações que também estava em falta, como é o caso da Nifedipina 20mg, Azitromicina Suspensão já foram entregues pelo fornecedor e os estoques estão sendo preenchidos.

Conforme a secretária municipal de saúde, Laura Leandra, assim que assumiu a pasta, o prefeito Léo Bortolin determinou que o problema da falta de remédio fosse solucionado, assim como prioridade nas ações que possibilidade a eficácia no serviço e no atendimento a população.

“Em setembro, encontrei os estoques próximos a zero, fizemos a homologação do pregão em outubro para aquisição de medicação, que já tem sido entregue pelos fornecedores, conforme a necessidade. 15% dos itens não tiveram cotações, no entanto, um novo procedimento será aberto para a aquisição desses medicamentos. Mas vejo grandes avanços, pois nos pregões anteriores o índice de itens sem cotações chegava a 75%”, afirmou. Laura ainda salientou que os materiais necessários para o bom funcionamento do setor de odontologia, que estava em falta, já está sendo regularizado.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta